Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » VIDAS NEGRAS IMPORTAM

FIFA pede para que as ligas tenham “bom senso” sobre protestos no caso George Floyd

A morte de Floyd gerou protestos ao redor do mundo, inclusive na Alemanha, com jogadores como Jadon Sancho, Weston McKennie e Marcus Thuram

Damaris Andrade Publicado em 02/06/2020, às 11h15

George Floyd morreu após um policial branco se ajoelhar em seu pescoço
George Floyd morreu após um policial branco se ajoelhar em seu pescoço - Instagram | Getty Images

A morte de George Floyd gerou comoção e revolta ao redor do mundo. Pessoas foram às ruas em países como Estados Unidos e Brasil para manifestar contra o racismo, e jogadores de futebol usaram suas plataformas para expressar solidariedade.

George Floyd morreu após um policial branco se ajoelhar em seu pescoço, mesmo o jovem negro ter avisado que não conseguia respirar. O caso aconteceu em Minneapolis, nos Estados Unidos.

Na Inglaterra, as equipes do Liverpool e do Chelsea se ajoelharam nos campos de treinamento em ato contra o racismo. Já na Alemanha, onde o futebol já está acontecendo, Jadon Sancho e Marcus Thuram também se manifestaram.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Together is how we move forward. Together is how we make a change 👊🏿 #justiceforgeorgefloyd #blacklivesmatter #morethananathlete

A post shared by T I K U S 🦍 (@thuram_17) on

Sancho, autor do hat-trick do Borussia Dortmund contra o Paderborn 07, usou em sua camisa os dizeres “Justice for George Floyd” (tradução: Justiça para George Floyd), e Thuram se ajoelhou em protesto durante vitória do Borussia Mönchengladbach.

Por isso, a Federação Alemã de Futebol (DFB) afirmou que estaria considerando sanções contra os jogadores após as manifestações em campo no último final de semana. 

Entretanto, a FIFA disse à Associated Press (AP) que pede que os organizadores das competições oficiais de futebol tenham “bom senso”, e dêem importância à razão dos protestos e considerem não punir os jogadores.

"A FIFA entende totalmente a intensidade dos sentimentos e preocupações expressadas por muitos jogadores à luz das trágicas circunstâncias do caso George Floyd. A aplicação das leis do jogo aprovadas pela International Board [que proíbem manifestações políticas em jogos de futebol] fica a critério dos organizadores das competições, que deveriam usar o bom senso e considerar o contexto que envolve os eventos", disse a FIFA.

O vice-presidente da Associação de Jogadores Profissionais (PFA), Bobby Barnes, elogiou a atitude de Jadon Sancho, e que o jogador não deveria ser punido por isso.

Acho justo que os jogadores usem a plataforma necessária para chamar atenção para esse tipo de injustiça. Certamente acho que alguém como Jadon deve ser aplaudido, certamente não sancionado”, declarou Barnes.

Já a própria Federação Alemã de Futebol (DFB) afirmou no mesmo comunicado em que informou que iriá decidir se punirá ou não os jogadores, que “está claro que valores como tolerância e diversidade devem ser apoiados”.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!