Sportbuzz
Testeira
Futebol / POLÊMICA!

FIFA acata denúncia e analisa acusação que pode tirar o Equador da Copa

Depois de ficar fora da Copa do Mundo por terminar as Eliminatórias Sul-Americanas em sétimo lugar, o Chile fez uma denúncia que pode o levar à competição no lugar do Equador

Redação Publicado em 11/05/2022, às 13h09

Chile denuncia irregularidade do Equador e pode custar vaga na Copa do Mundo - Getty Images
Chile denuncia irregularidade do Equador e pode custar vaga na Copa do Mundo - Getty Images

Nesta quarta-feira, 11, a FIFA anunciou que está investigando a denúncia feita pela Associação de Futebol Chile (ANFP) contra a Federação Equatoriana de Futebol. O motivo da acusação é uma suposta escalação de um jogador irregular durante a disputa das Eliminatórias Sul-Americanas.

De acordo com os chilenos, Byron Castillo, jogador de extremidade do Barcelona de Guayaquil, atuou de forma irregular em oito jogos da seleção equatoriana durante as Eliminatórias para a Copa do Mundo. A princípio, os argumentos apresentados pela ANFP foram que o jogador nasceu na Colômbia e não poderia defender o Equador.

CANAL - SPORTBUZZ

Dependendo do posicionamento da FIFA, a Seleção Equatoriana poderia perder os pontos que conquistou em todas as partidas que Byron atuou dando, automaticamente, três pontos para as seleções enfrentadas. Com isso, os chilenos subiriam na tabela e chegariam à pontuação necessária para se classificar para a Copa.

O Chile é representado pelo advogado brasileiro Eduardo Carlezzo, que se pronunciou. Segundo ele, existe a convicção de que Castillo falsificou os documentos de certidão de nascimento para que ele fosse escalado no Equador sem grandes problemas. A entidade máxima do futebol ainda vai analisar o caso e tentar entender os dois lados da história. Confira a declaração do advogado.

Byron Castillo pode tirar vaga do Equador da Copa
Byron Castillo é alvo de denúncias chilenas e Equador pode ficar de fora da Copa do Mundo - Getty Images

"Abriu-se uma investigação porque, preliminarmente e sem avançar no mérito, a Fifa entendeu que existem indícios de uma possível adulteração e agora vai se aprofundar no mérito, ouvindo a posição do jogador e da federação equatoriana. Desde o começo venho dizendo que estamos convictos de que o jogador nasceu na Colômbia e falsificou a certidão de nascimento no Equador, e mostramos isso com documentos à FIFA. Agora chegou a vez do atleta e da FEF se explicarem", disse.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!