Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Fernando Diniz perde paciência com jogo do Santos na Libertadores: "Até o Barcelona ia sentir"

Fernando Diniz não está satisfeito com a partida do Santos na altitude e utiliza Barcelona como exemplo

Redação Publicado em 13/05/2021, às 18h36 - Atualizado às 19h35

Fernando Diniz citou até o Barcelona para critica jogo do Santos na Libertadores - Ivan Storti/Santos FC
Fernando Diniz citou até o Barcelona para critica jogo do Santos na Libertadores - Ivan Storti/Santos FC

Na próxima terça-feira, 18, às 19h15, na altitude de 3.500 de La Paz, o Santos vai encarar o The Strongest pela Libertadores. Em entrevista coletiva, realizada nesta quinta-feira, 13, Fernando Diniz perdeu a paciência com o jogo numa condição dessa e citou até o Barcelona, dizendo que os rivais sofreriam com o desgaste físico neste tipo de situação. 

 

"Algo meio desumano. Aproveito a oportunidade para fazer uma crítica severa. É uma vantagem competitiva que não deveria ter. Maior adversário é a altitude e não temos como preparar adequadamente (...) Não tem como ir e não sofrer. Até o Barcelona ia sentir. Movimentação constante o tempo todo. Não tem muito remédio. É tentar diminuir o efeito dessa altitude", afirmou. 

Fernando Diniz também comentou em relação a preparação do Santos para a partida decisiva da Libertadores. De acordo com o treinador do Peixe, o elenco alvinegro ficará poucos dias na Bolívia e também na altitude para não sofrer um grande desgaste para os atletas. 

"Nos planejamos há um tempo, mas mesmo assim teremos desgaste exagerado. Jogo muda completamente. Ideia é ir lá o quanto antes e não ficar muito tempo em La Paz. Vamos ficar o mínimo possível na altitude. Jamais poderíamos jogar nesse tipo de altitude, não há sentido. Autoridades precisam rever. Quanto mais gente falar e indignar, existe a chance de mudar", finalizou.

DINIZ TEM CONFIANÇA EM DUPLA DO SANTOS!

Após estrear com vitória e expulsão no comando do Santos, Fernando Diniz concedeu entrevista coletiva no início da tarde desta quinta-feira, 13, para comentar as impressões sobre o primeiro jogo e a sequência da temporada do clube paulista.
 
Além disso, Fernando Diniz também foi questionado sobre a situação médica de Alison e Marinho, que vêm sendo desfalques nos últimos jogos do Peixe. Sem dar muitos detalhes, o treinador deixou o retorno da dupla para a rodada da Libertadores em aberto.
 
Existe possibilidade de jogar, mas não é certeza. Não sou de forçar, os jogadores se colocam à disposição. É rotina do meu trabalho ficar com poucos jogadores no departamento médico. Se pudermos contar, vai ser muito bom. São duas referências”, avaliou Diniz.
 

ELOGIOS PARA ALISON

 
Questionado sobre a importância do volante Alison no elenco do Santos, Fernando Diniz rasgou elogios para o jogador. Segundo ele, a vontade de trabalhar com o atleta vem de longa data por conta da bravura e da postura adotada pelo camisa cinco dentro de campo.
 
Sempre tive vontade de trabalhar com o Alison, sempre admirei de jogar contra, pela coragem, bravura e determinação por Santos e RB Brasil. Tenho o privilégio de trabalhar com ele. Se não puderem jogar, faremos o melhor, e quem entrar vai desempenhar bem assim como contra Boca Juniors e São Bento”, elogiou.

ELOGIOS PARA MARINHO

 
Ainda na análise da dupla santista, Fernando Diniz voltou seus comentários para o futebol de Marinho. Também com muitos elogios, o treinador projetou uma melhora no desempenho do atacante ao longo do trabalho no Santos.
 
(Marinho) foi e é protagonista por ser muito bom. Não precisamos montar um protagonista. O que eu gosto no futebol vai casar com o Marinho, que teve seu auge na última temporada. Todos os times gostariam de ter, mas é a gente que conta com ele. É especial e vamos tratar de melhorar ainda mais a última temporada. Foi o principal jogador do futebol brasileiro”, concluiu.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!