Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » NOTA OFICIAL!

Federação da Nicarágua se pronuncia oficialmente após erro no The Best Fifa 2020

Situação deu o que falar e levantou hipóteses de fraude na votação do prêmio

SportBuzz Digital Publicado em 27/09/2019, às 11h23

Lionel Messi
Lionel Messi - GettyImages

Uma grande polêmica envolvendo o prêmio The Best da Fifa de 2019 veio à tona após algumas declarações de representantes da Nicarágua sobre os votos. Como você viu aqui no SportBuzz, toda situação foi esclarecida e nesta sexta-feira, 27, a federação do país emitiu um comunicado oficial sobre o ocorrido.

Assumindo o equívoco, a Federação assumiu a responsabilidade pelo equívoco e disse que Manuel Rosas, outro capitão da seleção, foi quem assinou o voto em Lionel Messi, embasando assim a declaração de Juan Barrera, que afirmou não ter optado pelo argentino no prêmio.

"Por um erro administrativo, que assumimos, no momento de enviar os votos para a Fifa, nós colocamos, erradamente, o nome e a assinatura de Juan Barrera, a mesma que estava registrada na votação do ano passado com a qual a Fifa confirmou a validade do documento com os selos oficiais da Fenifut. Efetivamente e como aparece na lista oficial da Fifa, tanto o técnico Henry Duarte como o jogador Manuel Rosas realizaram os votos da mesma maneira: 1 - Lionel Messi (5 pontos), 2 - Sadio Mané (3 pontos), 3 - Cristiano Ronaldo (1 ponto)", afirma o comunicado.

ENTENDA O OCORRIDO!

Lionel Messi foi eleito pela sexta vez o Melhor Jogador do Mundo, na última segunda-feira, 23. Após o argentino faturar o maior prêmio individual entre jogadores de futebol, uma polêmica envolvendo a premiação Fifa The Best surgiu. 

Como de costume, é divulgado a lista dos jogadores que participaram da eleição e em quem cada um deles votou.  A votação é feita entre jornalistas, capitães das seleções e técnicos das equipes nacionais.

De acordo com a lista, Juan Barrera, atacante e capitão da Nicarágua, teria votado em Messi para 1°, Sadio Mané para 2º e Cristiano Ronaldo como 3º.

Contudo, na última quarta-feira, 25, durante uma entrevista ao jornal La Prensa, o jogador negou que tenha dado seu voto ao craque do Barcelona. O capitão ainda afirmou que não recebeu o email com o link da votação e, por isso, não deu voto a nenhum jogador. 

Nesta quinta-feira, a Fifa esclareceu a suspeita de fraude na votação. A entidade negou que ocorreu alguma irregularidade na eleição. À ESPN FC, um porta-voz da federação falou sobre o assunto. 

"Checamos os documentos de votação submetidos pela Federação da Nicarágua e todos os documentos estão assinados e confirmados com o carimbo oficial da Federação da Nicarágua".

"Tendo comparado com as folhas de votação submetidas pela federação e as que foram publicados no Fifa.com, podemos confirmar que temos os votos certos assinados pelo jogador. Estamos pedindo para Federação de Futebol da Nicarágua que investigue o assunto". 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!