Sportbuzz
Testeira
Futebol / BASTIDORES!

Ex-São Paulo lembra os bastidores com Rogério Ceni e fala: 'Era chato'

Durante entrevista, atacante campeão da Sul Americana de 2012 pelo São Paulo falou sobre os bastidores com Rogério Ceni e brincou: 'Era chato'

Redação Publicado em 03/02/2022, às 11h45

Osvaldo fala de bastidores com Rogério Ceni no São Paulo - Getty Images
Osvaldo fala de bastidores com Rogério Ceni no São Paulo - Getty Images

Durante entrevista para o site ESPN.com.br, o meia-atacante Osvaldo, de 34 anos, relembrou da convivência com o atual treinador do São Paulo, ex-goleiro e ídolo do clube, Rogério Ceni, os rachões, treinos e bastidores e como era a postura do capitão nesses momentos; confira!

"Ele não deixava a gente desanimar durante o jogo, um cara que sempre procurou vencer até mesmo nos rachões. Tínhamos um time certo no rachão e ele era muito chato, não queria perder e ele jogava na linha", disse Osvaldo, que hoje acabou se tornando amigo pessoal de Rogério Ceni.

Canal - SportBuzz

"Até no rachão ele nunca queria perder, era um cara chato, brigava e queria a bola, queria falta, bater escanteio. Ele sempre teve essa mentalidade de vitória, de vencedor mesmo", prosseguiu o jogador do Fortaleza, onde foi treinado por Rogério. Além disso, jogaram juntos no São Paulo de 2012 a 2014.

"Ele jogava de tudo. Ia na zaga, buscava a bola no pé do goleiro, tabelava no meio, batia escanteio, batia falta, brigava com os caras [risos]. Os caras botavam muita pilha nele, o Luis Fabiano, Jadson, e ele sempre queria vencer nos rachões" comentou o meia-atacante Osvaldo, que continuou.

Osvaldo fala sobre Rogéri Ceni
Osvaldo fala sobre Rogério Ceni - Crédito/Getty Images

 

"Eu era do time dele, então era muito bom viver aquela experiência, viver tudo o que vivi com ele no São Paulo, conquistando o título inédito da Sul-Americana com ele", finalizou sobre Ceni nos treinamentos. Muito se ouvia sobre essa personalidade do ídolo, e isso apenas confirma sua competitividade.

"Desde quando eu jogava eu tive o privilégio de jogar com ele três anos, depois ser treinador por ele no Fortaleza por dois ano e pouco, e o Rogério tem uma leitura muito fácil de jogo. Acabava orientando a gente, para mim mesmo, já aconteceram várias coisas nos jogos, no intervalo ele me chamava e falava o que eu tinha que fazer no campo, então ele tinha essa leitura. Coisas que a gente dentro das quatro linhas não via, e ele lá atrás acabava vendo e orientando a gente", disse Osvaldo

"O forte do Rogério é a mentalidade, ele tem uma mentalidade muito forte, vencedora. Não foi à toa que ele conquistou tudo no São Paulo, diversos títulos importantes, internacionais. É um cara vencedor que sou suspeito a falar porque eu sou um fã dele e admiro muito o seu trabalho", continuou o veterano. 

"Várias vezes em jogos ele sempre comentava, quando às vezes eu não estava tão bem no primeiro tempo, ele chegava, não só para mim, mas para outros também, falava o que eu precisava para entrar no jogo os mais rápido possível. Acontecia dele chegar e falar 'precisa entrar no jogo, precisamos de você'. E daí eu ia lá no segundo tempo, fazia gol e dava assistência", finalizou Osvaldo.

Ceni e Osvaldo conquistaram juntos como jogadores a Sul Americana pelo São Paulo, e no Fortaleza, com Rogério à beira de campo, venceram a Série B do Brasileiro de 2018, a Copa do Nordeste de 2019, e o Cearense de 2019 e 2020. Sem dúvidas os dois conquistaram muito juntos!


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!