Sportbuzz
Testeira
Futebol / LUTO!

Ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib morre aos 101 anos

Alberto Dualib, que foi mandatário do Corinthians entre os anos 1993 e 2007, estava internado há um mês

Redação Publicado em 14/07/2021, às 07h00

Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians durante entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta - Transmissão TV Gazeta
Alberto Dualib, ex-presidente do Corinthians durante entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta - Transmissão TV Gazeta

Nesta terça-feira, 13, o ex-presidente do Corinthians, que comandou o clube entre os anos de 1993 e 2007, Alberto Dualib, morreu aos 101 anos. Apesar de a causa da morte não ter sido divulgada, o mandatário Alvinegro já estava internado há um mês.

Alberto Dualib havia dado entrada no Hospital Santa Catarina, em São Paulo, no dia 13 de junho de 2021, internado, ele vinha sendo monitorado constantemente desde então.

Em nota oficial divulgada, o Corinthians lamentou a morte do ex-presidente do clube, e informou que, casado com Elvira Real Dualib, Alberto Dualib deixou três filhos, além de netos e bisnetos.

O também ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez lamentou nas redes sociais.

Confira a nota de pesar divulgada pelo Corinthians na íntegra:

"Com pesar, o Sport Club Corinthians Paulista cumpre o dever de informar o falecimento do ex-presidente Alberto Dualib, ex-dirigente e empresário esportivo, aos 101 anos. Ele estava internado no Hospital Santa Catarina desde junho deste ano. A causa da morte não foi informada. 

Nascido em Glicério, município do interior paulista na região de Araçatuba, o descendente de imigrantes libaneses se mudou com a família para São Paulo aos 10 anos de idade. Nos anos 1940, tornou-se sócio corinthiano.

Antes de ser presidente do clube por 14 anos, foi vice-presidente de Patrimônio e Obras, presidente do Conselho Deliberativo, vice-presidente de Futebol e vice-presidente Social. Por ter ocupado a presidência, tornou-se membro nato do Cori (Conselho de Orientação).

Foi presidente do Corinthians de 1993 a 2007, ano em que renunciou ao cargo. Nos seus mandatos, o futebol profissional conquistou títulos do Campeonato Paulista (1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), da Copa do Brasil (1995 e 2002), do Brasileiro (1998, 1999 e 2005), Torneio Rio-São Paulo (2002) e do Mundial de Clubes (2000).

Viúvo de Elvira Real Dualib desde 2011, Alberto deixa três filhos, além de netos e bisnetos. O Corinthians abraça os parentes e amigos do ex-dirigente neste momento de luto e dor", escreveu o clube.

No Corinthians

Alberto Dualib atuou como presidente do Corinthians por 14 anos, entre 1993 e 2007. A renúncia cargo aconteceu durante um processo de impeachment no Conselho Deliberativo do clube.

Com essa decisão, ele teve seu nome excluído do quadro de sócios no ano seguinte à renúncia, depois de, inclusive, ser investigado e denunciado pelo Ministério Público Federal.

Contra ele, havia acusações de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, estelionato e emissão de notas frias contra o próprio, e alguns dirigentes do antigo Grupo MSI.

Acontece que no ano de 2013, Dualib acabou sendo condenado em segunda instância pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, por desvio de R$ 1,4 milhão dos cofres do clube, e recorreu em liberdade até a extinção da pena por prescrição, em 2018.

Antes de renunciar, em 2007, Dualib viu alguns títulos acontecerem bem na sua frente, e por conta do período que ficou, acabou se tornando o mandatário com mais taças conquistadas na história do Corinthians.

Ao todo, foram 12 conquistas importantes no período em que representava o Alvinegro.

Por lá, ele já viu de perto cinco Campeonatos Paulistas (1995, 1997, 1999, 2001 e 2003), três Brasileiros (1998, 1999 e 2005), duas Copas do Brasil (1995 e 2002), uma Liga Rio-São Paulo (2002) e um Mundial de Clubes (2000) – além de uma Copa Bandeirantes (1994) e um Troféu Ramon de Carranza (1996).


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!