Sportbuzz
Testeira
Futebol / POLÊMICA!

Ex-jogadores rebatem árbitro sobre polêmica com Corinthians: "Absurdo"

Titulares na histórica goleada na partida entre Santos e Corinthians, em 2005, que terminou em 7 a 1, ex-jogadores não gostaram nada da fala do árbitro Evandro Román

Redação Publicado em 18/11/2021, às 14h04

Ricardinho na época em que defendia o Corinthians em campo pelo clube - GettyImages
Ricardinho na época em que defendia o Corinthians em campo pelo clube - GettyImages

Nesta quinta-feira, 18, começou a circular uma declaração dada pelo ex-árbitro Evandro Román sobre a partida entre Santos e Corinthians, que aconteceu em 2005 e terminou com a histórica goleada por 7 a 1. Na fala, Román afirma que os jogadores do Peixe perderam de propósito o confronto.

Por conta de toda a polêmica, alguns jogadores titulares daquele elenco do Santos saíram em defesa dos companheiros. Em contato com o site "Globo Esporte", Luizão e Ricardinho negaram veementemente as falas do ex-árbitro. Titulares no clássico, eles garantiram que o time não perdeu propositalmente apenas para derrubar o técnico Nelsinho Baptista, como acusou o agora político.

"Primeiramente, eu pensei em ignorar, porque é tão absurdo que nem merece resposta. Mas pelos jogadores que vestiram a camisa do Santos comigo, pela história que esses jogadores têm, eu não posso ficar quieto nessa situação, totalmente mentirosa. Não teve isso que ele falou e não pode ter dúvidas, ficar no ar sem resposta. As pessoas corretas não podem ouvir isso sem repudiar o que esse cara falou", disse Ricardinho.

Já Luizão se mostrou bem irritado com o que foi dito por Evandro Román. A declaração foi dada durante sessão da Comissão de Educação da Câmara, quando o ex-árbitro fez uma analogia com a situação do presidente do Inep, órgão responsável pela aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que teve uma debandada de servidores na semana passada, sob alegação de interferência na formulação do exame.

"Vou falar o que para esse cara? Ele cita um jogador. Quem é esse jogador que entregou, f... o Nelsinho? Infelizmente, nosso dia era ruim. Deu tudo errado. Se ele é árbitro, político hoje, por que não parou o jogo? Podia parar, né, quando você vê que alguém está fazendo algo errado. Lamentável. É porque o nosso time não vivia um grande momento. Um cara desses, sei lá... Não dá nem vontade de falar, né? Eu nem sabia que ele existia mais", iniciou Luizão.

"Ele tinha de falar quem é o jogador que estava manipulando tudo. Só tinha de falar isso. Eu saí no intervalo, infelizmente. Estava três já. Saí porque o Nelsinho resolveu mudar, mas não teve nenhuma briga entre a gente. O cara tem de respeitar o ser humano, tem uma carreira tão bonita. Em 2005, fiz cinco no Corinthians lá dentro (pelo São Paulo). Infelizmente, naquele dia deu tudo errado. O Brasil vendeu o 7 a 1 para a Alemanha?", completou.

Apesar de ter feito toda a polêmica, o ex-árbitro não citou o nome de quem seria o suposto líder do conluio. Naquela partida em específico, o Santos entrou em campo com a seguinte escalação: Saulo; Paulo César, Halisson (Wendell), Rogério e Kléber; Fabinho (Mateus), Heleno, Ricardinho e Giovanni; Geílson e Luizão (Basílio).

Na época, a partida aconteceu no estádio do Pacaembu, e contou com os gols de Tévez, por três vezes, Nilmar, duas vezes, e Marcelo Mattos e Rosinei fazendo os gols do Corinthians. Do lado do Santos, Geílson foi o responsável por marcar o único gol do Peixe no clássico paulista.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!