Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » CASO DE POLÍCIA

Ex-goleiro Marcos pede a soltura de Ronaldinho Gaúcho: "Bruxo livre"

O ídolo do Palmeiras saiu em defeso do jogador de futebol, que está preso no Paraguai

Mariana Millan Publicado em 07/04/2020, às 11h37

Marcos pede liberdade de Ronaldinho Gaúcho
Marcos pede liberdade de Ronaldinho Gaúcho - Instagram

O ex-goleiro Marcos usou as redes sociais na noite desta segunda-feira, 6, para pedir soltura de Ronaldinho Gaúcho, que está preso no Paraguai com seu irmão, Assis, desde o dia 6 de março. Eles estão detidos por uso de documentos falsos para entrar no país. 

Em um post publicado no Instagram, o ídolo do Palmeiras solicitou que o craque fosse solto assim como outros detentos que ganharam liberdade condicional por conta da pandemia de coronavírus. A medida foi tomada para evitar superlotação penitenciária e assim diminuir os riscos de contágios de Covid-19 entre detentos e funcionários. 

"Pessoal soltando um monte de preso aqui por conta do corona e esqueceram nosso bruxo lá no Paraguai preso? Ajuda aí, Bruxo livre!", escreveu ele. 

"Lá não tem corona, lá não tem quarentena? Ou é só aqui essa bagaça? Não estou zoando, estou falando a verdade, solta o cara!", concluiu ele, que ganhou o apoio dos seguidores. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Lá não tem corona, lá não tem quarentena? Ou é só aqui, essa bagaça? 🤷🏻‍♂️

Uma publicação compartilhada por MARCOS (@marcosgoleiro_12) em

 

Em uma entrevista concedida para o programa Esporte Espetacular, da Rede Globo, o promotor do caso, Osmar Legal, comentou sobre os desdobramentos do processo e revelou que há suspeitas de que os dois, junto com o empresário Wilmondes Sousa, teriam cometido outros crimes.

"Ainda não podemos adiantar sobre os passos das investigações, mas há indícios que outros crimes foram cometidos", comentou Osmar.

Ele ainda explicou sobre o que Ronaldinho e Assis estão sendo processados: "Eles estão sendo processados por uso de documentos de conteúdo falso. O passaporte que eles utilizaram para entrar no Paraguai foi emitido por autoridades legais, mas os dados contidos nos documentos foram adulterados. A acusação contra eles é pela utilização desses documentos. Essa investigação ainda está no início e podem haver outros atos criminosos que envolvam o Ronaldo e o Assis. É importante que eles sigam aqui no Paraguai durante esse processo".

O jogador segue na penitenciária à espera de liberdade provisória. 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!