Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » BRASILEIRÃO

Em súmula, árbitro anota gesto obsceno de Guerrero e Inter se exalta com a arbitragem

O peruano foi expulso após ofensas; Bruno também levou vermelho e o Colorado terminou a partida com nove em campo

SportBuzz DIGITAL Publicado em 26/09/2019, às 09h28

Confusão entre Flamengo e Inter
Confusão entre Flamengo e Inter - Getty Images

Na noite desta quarta-feira, 25, Flamengo e Inter se enfrentaram pela 21ª rodada do Brasileirão, no estádio do Maracanã. O time da casa venceu o Colorado por 3 a 1 e despontou na liderança do campeonato nacional.

Durante a partida, o clima esquentou e Paolo Guerrero e o lateral Bruno foram expulsos, deixando o time gaúcho terminar a partida com apenas nove em campo. Mesmo desfalcado, o Internacional até conseguiu buscar um empate momentâneo, com gol de Edenílson, antes de tomar mais dois. 

Gabigol, Arrascaeta e Bruno Henrique foram os artilheiros flamenguistas. 

Em súmula, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira fez o relato sobre as duas expulsões do Inter, apontando ofensas e gestos obscenos por parte do atacante peruano. 

"Expulso por ofender o 4º árbitro Sr. Grazianni Maciel Rocha, com seu dedo médio em riste, dizendo as seguintes palavras: "fuck you, fuck you". Após, se dirige em minha direção, socando o ar, chutando o chão e proferindo as seguintes palavras: 'Fuck you, fuck you, fuck you'. Necessitando ser contido por seus companheiros para deixar o campo de jogo", apresentou o juiz no documento.

O jogador levou o cartão vermelho após se exaltar na reclamação de uma falta de Rodrigo Caio e saiu com o rosto sangrando. Expulso, Guerrero criou confusão e não queria deixar o gramado.

Já o lateral esquerdo Bruno, foi punido após cometer pênalti em Gabigol. "Expulso por agarrar seu adversário nº 09, Sr. Gabriel Barbosa Almeida, dentro de sua área penal, interrompendo uma oportunidade clara de gol", explicou o árbitro sobre a expulsão. 

O Inter protestou: 

Ao término da partida, o técnico Odair Hellmann e o vice de futebol Roberto Melo dispararam contra a arbitragem. A comissão técnica reclama de três lances diferentes em que o VAR não teria sido consultado: a expulsão de Bruno, a falta em Guerrero e um empurrão em Víctor Cuesta. 

"Passei mais de um ano sem comentar sobre arbitragem. Quem deveria estar dando explicação aqui era o Luiz Flávio e o (Leonardo) Gaciba (chefe de arbitragem da CBF). O VAR passeou hoje no Maracanã. Aí, muda a história do jogo", argumentou o comandante Colorado. 

O dirigente gaúcho não poupou palavras para criticar duramente a arbitragem de vídeo. 

"É absurdo. O VAR era para ajudar e ajuda só a quem ele quer ajudar. Contra a Chapecoense, precisamos fazer três gols para valer um. Em todos os VAR foi usado. Por que hoje não foi? Teve pênalti vergonhoso no Guerrero, por cima e por baixo, e sequer foi chamado. É essa a orientação? Ou dependendo de para quem apita é diferente? Foi uma vergonha a arbitragem. É o mínimo que eu posso dizer. O que eu acho é muito pior", criticou Roberto Melo, que completou:

"Enquanto o seu Gaciba estiver na CBF, não pretendo ir. Ele fala uma coisa, se exibe, faz apresentação, caga regra e é feita uma coisa totalmente diferente. Por que em três gols nossos contra a Chapecoense todos tiveram a intervenção? Hoje, (o VAR) sequer foi chamado. Qual a orientação que eles tinham? E os lances todos duvidosos foram a favor do Flamengo, ou contra o Inter. Causa indignação. Porque jogar nove contra 12 é duro"

O Inter está reclamando da arbitragem brasileira desde a partida do final de semana, em que o time anotou três gols, mas apenas um foi validado na vitória de 1 a 0 diante da Chapecoense. 

SportBuzz agora está no Spotify! Você quer ficar por dentro de todas as novidades do universo esportivo e dos seus atletas preferidos? Acesse https://spoti.fi/2HmL6A4 não dê mais nenhuma bola fora com o seu time do coração!