Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Douglas Costa cobra diretoria do Grêmio e abre o jogo sobre 'crise' no vestiário

Grêmio segue confiando no talento de Douglas Costa para fugir da Série B

Redação Publicado em 02/11/2021, às 12h48

Grêmio segue confiando no talento de Douglas Costa - Jessica Maldonado / Grêmio FBPA / Flickr
Grêmio segue confiando no talento de Douglas Costa - Jessica Maldonado / Grêmio FBPA / Flickr

Ídolo do Grêmio, o atacante Douglas Costa vem demonstrando toda sua tristeza pelo momento vivido pelo clube na temporada do futebol brasileiro. Principal referência da equipe, o jogador decidiu abrir o coração sobre a atual fase gremista.

Em entrevista ao jornalista Thiago Asmar, no canal “Pilhado”, Douglas Costa deixou muito claro que não vai sair do Imortal em caso de queda para a Série B. Apaixonado pelo clube, o atacante disse que não vai abandonar e nem desistir do time gaúcho.

 

Além disso, Douglas Costa também desabafou sobre a atuação da diretoria do Grêmio nesta temporada. Bastante incomodado, o atacante fez uma forte cobrança aos dirigentes para que o futuro do clube seja melhor organizado.

Claro que queria estar brigando por títulos. Mas jamais vou jogar a toalha, vou continuar lutando para o time permanecer, jogar o próximo Brasileiro e que cheguem caras importantes também. O time não é só feito de superávit, passar o ano bem financeiramente”, iniciou Douglas Costa.

O Corinthians mostrou uma coisa bacana, estava no meio da tabela, sofrendo, contratou quatro jogadores importantes e reverteu totalmente o quadro do ano. Eu bato muito na tecla. Pode ver que fizeram um elenco em dois meses, contagiou e mudou totalmente a página”, completou.

CRISE NO VESTIÁRIO!

Para fechar a entrevista, Douglas Costa ainda abriu o jogo sobre uma possível crise no vestiário do Grêmio. Bastante sincero, o atacante revelou que as cobranças existem, mas que sempre são feitas em prol da melhora da equipe.

Sendo humilde, quando você está no topo dessa cadeia, eu sou um dos caras, senão o mais importante, um dos. Então acaba que é raro alguém brigar comigo. Eu cobro eles, digo que podem me cobrar, digo que sou normal e quero ajudar muito o Grêmio. Não tem essa relação de a gente brigar no vestiário. A gente se cobra. Tem coisa que pesa no vestiário até alguém se reportar a nós”, disse Douglas Costa, que emendou:

Acredito que o momento é muito psicológico, a gente fez muitas trocas de treinadores. Desde que estou aqui a gente pegou quatro treinadores. O time oscila muito. Não oscila e troca de peças, mas sim de atitude. Para nós, ali, acostumados, sabemos que temos que fazer o melhor para a equipe, mas tem cara que mexe mais com o emocional. Como falo, não tem tempo para ficar lamentando e fazer essas 11 partidas como se fosse uma final”.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!