Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » TUDO EXPLICADO!

Dirigente do Cruzeiro quebra o silêncio sobre saída de Felipão

André Mazzuco ainda revelou que um ídolo da Raposa foi cogitado para substituir o treinador

Redação Publicado em 14/02/2021, às 09h11

Felipão teve grande desafio no comando do Cruzeiro
Felipão teve grande desafio no comando do Cruzeiro - Bruno Haddad / Cruzeiro / Fotos Públicas

Com o início de mais uma temporada do futebol brasileiro, o Cruzeiro tem muito claro os objetivos para conquistar na disputa da Série B. No ano do centenário, a equipe sonha com o retorno à primeira divisão.

Para isso, a Raposa segue ajeitando os problemas internos para deixar o ambiente tranquilo. Uma das pendências resolvidas foi a falta de treinador. Com a chegada de Felipe Conceição, a equipe mineira confia na modernidade do profissional para ter sucesso na temporada.

Contudo, a escolha do novo comandante não foi tão fácil assim. Em entrevista ao site Superesportes, o dirigente André Mazzuco detalhou as conversas pela chegada de um novo treinador e ainda revelou que o ídolo Alex foi cogitado para o cargo.

“Traçamos alguns objetivos dentro de perfis de treinadores que tivessem relevância no perfil que traçamos. O próprio Alex foi entrevistado, o Felipe, enfim. Entendemos que precisávamos buscar essa coerência e uma filosofia que se adequasse ao que o Cruzeiro estava pedindo”, contou Mazzuco.

“Precisamos voltar a ter uma equipe com jogadores para serem desenvolvidos, até pelo cenário econômico, que a gente aproveite o que a gente tem, que a gente tenha jogadores engajados no projeto e com história no clube, o que temos, e dessa base toda um treinador que realmente entendesse essa filosofia para desenvolver o trabalho que a gente pretende. Uma mentalidade diferente, uma filosofia de jogo diferente”, completou.

Questionado sobre a saída de Felipão, André Mazzuco negou que a despedida do treinador tenha sido benéfica para o Cruzeiro. Segundo ele, as partes tinhas objetivos distintos e, por isso, o acordo pela rescisão foi definido.

“Não faço esse julgamento. O Felipão é um ícone. Nos agregou muito, foi responsável por esse resgate do Cruzeiro naquele momento da competição (...) O momento do Cruzeiro não entregaria para ele o que ele está acostumado também. Isso no bom sentido. Ele é de Seleção. O próprio Felipão sentiu isso”, finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!