Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Diretor do Grêmio critica punição ao Flamengo e detona: "Eles mandam no STJD"

Flamengo foi multado no STJD por conta de gritos homofóbicos no jogo contra o Grêmio

Redação Publicado em 09/11/2021, às 20h26

Grêmio e Flamengo vem trocando farpas nos bastidores - Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Flickr
Grêmio e Flamengo vem trocando farpas nos bastidores - Lucas Uebel / Grêmio FBPA / Flickr

Nos últimos dias, o Flamengo foi multado em R$ 50 mil pelo STJD por conta da atitude de alguns torcedores durante a partida contra o Grêmio pela Copa do Brasil. Na ocasião, a torcida entoou gritos homofóbicos contra os rivais.

No entanto, a punição não parece ter sido vista com bons olhos pelo Grêmio. Em entrevista ao site “Gaúcha ZH”, o diretor jurídico Nestor Hein disparou críticas à decisão do STJD e comparou o caso com o ato de racismo praticado pelos torcedores gaúchos no ano de 2014.

 

A homofobia hoje está equiparada ao crime de racismo por decisão do STF. Em 2014, o Grêmio identificou todas as pessoas que cometeram atos racistas e, mesmo assim, o STJD excluiu o clube da Copa do Brasil. O Flamengo não identificou nenhuma pessoa que cometeu crime de homofobia. O advogado do clube admitiu que o fato ocorreu e se disse enojado pelo que viu nas imagens”, criticou o dirigente do Grêmio.

Os auditores também disseram que o fato ocorreu e, mesmo assim, resolveram colocar apenas uma multa de R$ 50 mil. Um deles chegou a dizer que, se condenasse o Flamengo, o clube ficaria com a pecha de ser um clube homofóbico. Por que o Flamengo não pode ficar com a pecha de ser um clube homofóbico? E por que o Grêmio pode ficar com a pecha de ser um clube racista?”, continuou.

Ainda na mesma entrevista, o diretor do Grêmio voltou a detonar a postura do STJD durante o julgamento e afirmou que o Flamengo manda na entidade. Para ele, o clube carioca sempre é punido em dinheiro e não na parte esportiva.

O Flamengo manda no STJD. O Flamengo sempre resolve as coisas pagando. É sempre punição pecuniária. Ele paga a multa e aí não tem problema. O STJD, por conta dos atos de alguns dos seus auditores, é um propagador de decisões esdrúxulas e absurdas que valem para um clube e não valem para outros”, acusou Nestor Hein, que finalizou.

É um tribunal que premia os seus transgressores e as pessoas que não cumprem as suas atribuições. Pode se confiar neste tribunal? Pode se levar a sério um tribunal desses?”.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!