Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / SERÁ QUE VEM?

Daniel Alves revela por qual time jogaria se voltasse ao Brasil

Daniel Alves também comentou o recente caso de racismo envolvendo Nelson Piquet e Lewis Hamilton, defendendo o piloto britânico do que foi dito

Redação Publicado em 11/07/2022, às 11h22

Daniel Alves, jogador de futebol - GettyImages
Daniel Alves, jogador de futebol - GettyImages

Daniel Alves segue sem clube desde que saiu do Barcelona. Recentemente, o lateral-direito concedeu uma longa entrevista para o jornal britânico "Guardian", que foi publicada nesta segunda-feira, 11, e revelou os diversos assuntos que foram abordados pelo brasileiro durante a conversa, incluindo o seu futuro e próximos passos na carreira.

Um dos pontos mais importantes da entrevista foi a opinião dada por ele sobre a polêmica fala racista de Nelson Piquet quando ele foi se referir a Lewis Hamilton. Na oportunidade, o ex-piloto utilizou o termo "neguinho" para falar do britânico durante uma entrevista do ano passado, que acabou viralizando agora e gerando diversas reações.

Canal - SportBuzz

"Isso me incomodou. Não só pelo fato em si. Não vou me aprofundar muito nisso porque empurrar bêbado morro abaixo é fácil. Não é apenas por causa da declaração (de Piquet). É por tudo que está acontecendo. O que aconteceu é o extremo. Se o maior vencedor da Fórmula 1 é atacado, desprezado, excluído, imagine quem está lá embaixo na sociedade?", disse Daniel Alves.

"(Hamilton) é um cara que pode transformar e precisa seguir lutando. Nós temos uma missão e ninguém vai nos abalar", opinou o jogador, que acompanhou o caso e viu Nelson Piquet sendo denunciado ao Ministério Público, banido do paddock de todas as etapas e suspenso do Clube de Pilotos Britânicos.

Daniel Alves defende Lewis Hamilton de ataques de Piquet
Daniel Alves defende Lewis Hamilton de ataques de Piquet (Crédito: GettyImages)

O futuro

Daniel Alves não renovou seu contrato com o Barcelona depois do término da última temporada e por enquanto está sem clube. Ele voltou à Catalunha na virada de 2021 para 2022 e entrou em campo em 17 oportunidades, sendo que 16 foram como titular. Por lá, ele marcou somente um gol e deu quatro assistências aos seus companheiros.

"Eu não saí triste. Fui embora feliz de ter retornado. Sonhei por cinco anos com esse segundo momento. O clube tem pecado nos últimos anos. Mas não estou falando sobre o meu caso porque ele foi diferente. Serei eternamente grato ao Xavi e ao presidente por me trazerem de volta. Mas o clube precisa melhorar o trabalho fora de campo", contou sobre sua saída.

Desde que sua saída foi confirmada, o nome do lateral-direito passou a ser  especulado em vários clubes, como o Mallorca, o Valladolid e o Athletico-PR. O jogador não colocou um prazo para definir seu destino, mas disse que sabe que precisa entrar para um clube competitivo para ter chances de ser convocado para a Copa do Mundo de 2022.

"Hoje estou desempregado, mas coisas interessantes surgiram. Estou estudando os lugares, vendo quais têm bons níveis de competitividade. Quero ir para um lugar onde possa vencer. Eu não descarto nada, mas se eu voltar para o Brasil, será para o Athletico-PR. Ninguém joga porque é amigo do técnico. É o trabalho dele que está em risco. Tite e eu trabalhamos juntos há anos. É uma relação de confiança e de exigência de performance", revelou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!