Sportbuzz
Testeira
Futebol / DEIXA PRA LÁ!

Daniel Alves retorna ao Brasil, minimiza críticas ao São Paulo, e diz que quer jogar o clássico

Daniel Alves criticou o São Paulo pelo não pagamento da dívida existente entre ambos

Redação Publicado em 09/08/2021, às 10h39

Daniel Alves com a camisa do São Paulo em campo - GettyImages
Daniel Alves com a camisa do São Paulo em campo - GettyImages

De volta ao Brasil depois de conquistar a medalha de ouro nas Olimpíadas, Daniel Alves minimizou as críticas que fez ao São Paulo no último sábado, 7, e disse estar à disposição da equipe para jogar o clássico contra o Palmeiras, nesta terça-feira, 10, pelas quartas de final da Libertadores.

Apesar da vontade, Daniel Alves falou que sua presença no elenco do São Paulo depende somente da forma como o técnico Hernán Crespo quer escalar a equipe. Ter o jogador em campo tão cedo depois das Olimpíadas dependeria de sua situação física e mental, que parecem estar aptas.

Ainda em Yokohama, no Japão, depois que a Seleção Brasileira venceu a Espanha, Daniel Alves disse que o São Paulo "falhou" com ele, e exigiu mais respeito do clube. Essa crítica vem por conta de uma dívida de cerca de R$ 10 milhões nos pagamentos do jogador.

"Quando a chegar agora, (vamos) colocar as ideias no lugar pra gente poder dar continuidade. Deu trincada (na relação com o clube)? Não estou sabendo? Não dei no meio de ninguém", disse Daniel Alves no desembarque em São Paulo.

Contrariando as possibilidades, ele ainda afirmou que a longa viagem de volta ao Brasil não o impedirá de jogar na Libertadores.

"Tem que perguntar ao Crespo, estou aqui. Vou para casa, deixar minhas coisas, dar um abraço nos meus e depois direto pra concentração. Eu vou estar à disposição, mas não escalo o time. Estou preparado para jogar, fazer o que sempre fiz até o momento, que é representar meus companheiros, o clube que eu amo e os torcedores que gostam de mim", indicou.

Daniel Alves ainda comentou as reações negativas dos torcedores do São Paulo pelo fato de ele ter ido disputar as Olimpíadas em um momento que o time estava disputando a Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão.

"É normal. Torcedor me quer no clube, eu também quero. Mas quando é a chamada do país, a gente tem que atender. Mas enfim, agora estou de volta. (O ouro) É uma conquista especial, sem dúvida. Acho que é a maior da minha carreira, pelas circunstâncias", apontou o jogador.

Depois das críticas do jogador, que não foram bem recebidas pelo clube, a diretoria do Tricolor reagiu com uma nota, em que parabenizava Daniel Alves pela conquista do ouro, mas destacava que o clube mantém foco nas competições que disputa.

Além disso, o clube indicava que se esforçou para que o lateral se recuperasse de uma lesão semanas antes das Olimpíadas.

"Não tem polêmica. Eu falei antes que desde que me dou por jogador sempre ficou claro que a Seleção era uma prioridade. Aqui no São Paulo não seria diferente, é o clube que amo, que me entrego todo dia. Um monte de gente pode falar, mas eles desconhecem (o contexto). Não me alargo nesse aspecto, mas o São Paulo sabe do meu respeito", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!