Sportbuzz
Testeira
Futebol / PUNIÇÃO

Cruzeiro sofre punição com perda de mando de campo por injúria racial

Cruzeiro foi punido pelo STJD por conta do caso de injúria racial que aconteceu na partida diante do Remo, e além de ter que jogar fora de casa, tem uma multa de R$ 50 mil para arcar

Redação Publicado em 23/11/2021, às 14h23

Jogadores do Cruzeiro reunidos durante treinamento - Bruno Haddad/Cruzeiro/Flickr
Jogadores do Cruzeiro reunidos durante treinamento - Bruno Haddad/Cruzeiro/Flickr

Nesta terça-feira, 23, o Cruzeiro foi punido pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) por conta do caso de injúria racial que aconteceu na partida contra o Remo. Além de ter a perda do mando de campo, o clube mineiro também terá que pagar uma multa de R$ 50 mil. Apesar disso, a medida ainda não vale para o confronto contra o Náutico, nesta quinta-feira, 25.

O julgamento do caso aconteceu de forma virtual, e os três auditores presentes foram unânimes no voto pela punição contra o Cruzeiro. Dessa forma, e como falta apenas uma rodada para o fim do Brasileirão Série B de 2021, Raposa terá que cumprir a perda de mando de campo em uma partida organizada pela CBF em 2022.

Acontece que por ter feito uma reclamação contra a arbitragem, o atacante Vitor Leque foi expulso na partida diante do Remo. No julgamento, ele foi suspenso com quatro jogos, e como ficou fora da partida seguinte, de forma automática, o jogador ainda tem mais três jogos para cumprir pela pena imposta.

Por conta do ocorrido na partida, na análise do STJD, o Cruzeiro foi enquadrado no artigo 243-G por ato discriminatório, que fala em "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".

O caso

Depois da vitória por 3 a 1 do Remo sobre o Cruzeiro pela Série B do Brasileirão, a equipe expôs o caso de injúria racial nas redes sociais. No vídeo, que não mostra o rosto do responsável pelo grito, é possível ouvir: "Vai tomar no c*, macaco" enquanto o atacante Jefferson estava comemorando o gol, o terceiro marcado diante da Raposa.

Inclusive, o próprio jogador se manifestou nas redes sociais. Ele afirmou que "a justiça de Deus não falha" e lamentou o ocorrido. Em entrevista ao site "Globo Esporte", o atacante Jefferson disse nunca ter vivido uma situação como esta.

"Uma situação muito triste, complicada. Nunca tinha passado por isso. Estou tranquilo, estou em paz. Nada vai tirar minha alegria, nada vai me abalar, porque a minha fé e esperança estão em Cristo. Que Deus possa abençoar essa pessoa e colocar mais amor no coração dela", disse o jogador depois do ocorrido.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!