Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA!

Cruzeiro: Felipe Conceição rebate críticas e vê melhora em empate sofrido contra Tombense

Treinador saiu em defesa de seus jogadores e lamentou o resultado desta quinta-feira, 1

Redação Publicado em 01/04/2021, às 18h38 - Atualizado às 19h33

Felipe Conceição acredita na evolução do Cruzeiro
Felipe Conceição acredita na evolução do Cruzeiro - Bruno Haddad / Cruzeiro

Fábio pegou pênalti, Tombense sufocou, mas o Cruzeiro se safou de uma derrota nesta quinta-feira, 1, pelo Campeonato Mineiro. A Raposa criou chances e até chegou a controlar a partida, porém se viu com um a menos no jogos, se fechou na defesa e arrancou um empate no Mineirão.

Depois do apito final, Felipe Conceição concedeu uma entrevista coletiva e comentou sobre a evolução da Raposa nos últimos dias. Mesmo com o 0 a 0 e a dificuldade da equipe em fazer gols, o treinador destacou que o time melhorou e rebateu às críticas ao seu elenco. 

"Não surpreendeu (uma atuação ruim), porque achei positiva a atuação. Foi melhor do que contra o América e outras partidas dessa fase de preparação (...) Eu discordo que não houve evolução. Se pegar o jogo América, principalmente o primeiro tempo, hoje o nosso jogo foi muito melhor", afirmou. 

O técnico destacou o que mais gostou na equipe até o momento da expulsão e fez elogios para a sua parte defensiva: "Eu gostei da evolução da equipe, as movimentações ofensivas, fomos bem, criamos chances de um lado, do outro, por dentro. Na questão defensiva também fomos agressivos até o momento que tivemos igualdade de jogadores em campo".

Focado em deixar o Cruzeiro praticando um futebol ofensivo e dinâmico, Felipe Conceição afirmou que os resultados vão chegar com o tempo. Além de pedir paciência ela também revelou que compreende a dificuldade de implantar uma nova maneira de jogar no clube. 

"Me deixa satisfeito dentro do processo. A gente não pode perder esse caminho. Quando conseguimos fazer 65 minutos no nível que fizemos, a tendência é que na próxima partida seja mais tempo nesta performance e nesta segunda fase de preparação sustentar durante os 90 minutos o ritmo do primeiro tempo e início do segundo, onde criamos várias chances, controlamos a partida. Depois houve desgaste natural pelo ritmo que implementamos e até pelo volume. Isso faz parte, mas voltamos a ter uma boa atuação no meu ponto de vista", explicou. 

Por fim, ele também lamentou as chances perdidas ao longo do jogo: "A nossa bola não entrou, mas vai entrar. Essa ansiedade também gera esses erros no último terço. Isso faz parte, mas vamos ajustar isso. Quando a bola começar a entrar, vai sair esse peso dos atletas e vamos conseguir produzir em gols o que estamos produzindo em jogo".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!