Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Cruzeiro conhece prazo para quitar dívida de 330 milhões de reais com agentes de Dedé

A alta taxa a ser paga pelo Cruzeiro se dá por uma suposta cláusula de indenização prevista no contrato

Redação Publicado em 01/09/2021, às 11h48

Cruzeiro tem duas semanas para pagar empresários - Getty Images
Cruzeiro tem duas semanas para pagar empresários - Getty Images

Nesta terça-feira, 31, a juíza Lílian Bastos de Paula, da 22ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte, expediu mandado para o Cruzeiro  exigindo o pagamento de 330 milhões em dívidas com empresários de Dedé em até 15 dias após a citação.

"Defiro a expedição de mandado de citação para determinar que a parte demandada pague à parte autora a quantia pleiteada, fixado o prazo de 15 dias para cumprimento da obrigação e o pagamento de honorários advocatícios de 5% do valor atribuído à causa (CPC, art. 701), ficando a parte requerida isenta do pagamento das custas processuais na hipótese de oportuno cumprimento do mandado", diz o documento emitido pela juíza.

De acordo com a "Rádio Itatiaia", o clube vai recorrer e apresentará sua defesa, que são embargos monitórios. Além disso, a diretoria teria dito que, em hipótese alguma, pagará esse valor neste momento.

Como aconteceu?

Em 2013, o Cruzeiro contou com a ajuda de investidores, para adquirir 45% dos direitos econômicos de Dedé junto ao Vasco por cerca de R$ 14 milhões.

Após a compra, os direitos econômicos do jogador foram divididos em : 51,91%, do grupo DIS, 6,5% para a GT Sports Assessoria, 30,5% para Marcos Vinícius Sánchez Secundino e outros 11,09% para Giscard Salton.

A alta quantia se dá por uma cláusula de indenização prevista no contrato entre clube e jogador. Ao que tudo indica, no contrato constava que, em caso de rescisão unilateral do contrato ou caso o jogador conseguisse liberação prévia do clube na justiça, o clube teria que pagar aos agentes a cláusula indenizatória.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!