Sportbuzz
Testeira
Futebol / SELEÇÃO BRASILEIRA

Coutinho comemora golaço e diz: "Sei quem eu sou e onde posso chegar"

Coutinho anotou um golaço pela Seleção Brasileira na goleada diante do Paraguai, pelas Eliminatórias, e festejou bastante o momento após críticas

Redação Publicado em 02/02/2022, às 06h52

Philippe Coutinho, jogador da Seleção Brasileira comemorando após o gol - GettyImages
Philippe Coutinho, jogador da Seleção Brasileira comemorando após o gol - GettyImages

Na goleada do Brasil por 4 a 0 diante do Paraguai, nesta terça-feira, 1, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2022, Philippe Coutinho foi um dos principais jogadores da nossa seleção em campo. Autor de um golaço em um chute de fora da área, depois de receber o passe preciso de Marquinhos, ele celebrou bastante a volta por cima.

Em entrevista coletiva depois do confronto, Coutinho festejou o gol marcado, e a boa atuação pela Seleção Brasileira, além de mostrar confiança em seu potencial. Apesar de estar vivendo ali um bom momento, ele não esqueceu a enxurrada de críticas que recebeu recentemente, e disse que sabe aonde ele mesmo pode chegar.

Canal - SportBuzz

"É sempre bom jogar com apoio da torcida, como hoje. Senti falta disso, foi muito gostoso jogar com a nossa torcida apoiando. Isso é muito importante. Venho recebendo muita porrada, e isso não muda minha essência, nem os elogios mudam. Eu sei quem eu sou, onde posso chegar e hoje saio daqui muito feliz", disse.

"(O gol representa) Muito. Muito tempo parado, tive lesão difícil, complicada. Voltei a ser convocado, voltei de novo agora, joguei, saí no início no último jogo. Professor me deu outra chance hoje, ganhamos o jogo e fico feliz de marcar nesse estádio e com toda torcida brasileira presente", contou em entrevista à "Globo".

Jogadores da Seleção Brasileira abraçando Coutinho depois do gol
Jogadores da Seleção Brasileira abraçando Coutinho depois do gol (Crédito: GettyImages)

 

Coutinho tinha integrado o elenco titular da seleção também no empate com o Equador, na última rodada das Eliminatórias, mas acabou sendo substituído ainda no primeiro tempo, por conta da expulsão de Émerson Royal. Para se ter uma ideia, o último gol do meia pela amarelinha tinha sido na primeira rodada, ainda em 2020, na goleada por 5 a 0 diante da Bolívia.

Além disso, no ano passado ele ficou praticamente o ano todo longe das convocações feitas por Tite depois de sofrer uma lesão no joelho. No entanto, já recuperado, ele voltou para o elenco nos dois últimos jogos, contra Colômbia e Argentina, mas na oportunidade ele não acabou entrando em campo.

"Passei um momento muito difícil, fiquei nove meses longe dos gramados, passei por três cirurgias. Tem momentos que você vê a dificuldade passando, mas tive todo apoio da minha família em todos os momentos. A CBF e todo o estafe, doutor Rodrigo e o Fábio também disponibilizaram toda ajuda para a minha recuperação. O jogo de hoje não muda nada, assim como antes, também não. Quero continuar trabalhando para evoluir. Isso é uma disputa diária. Nos clubes temos que dar o nosso máximo para poder voltar", lembrou.

Atualmente, o Brasil é o líder das Eliminatórias, com 39 pontos somados. Vale lembrar que ainda faltam duas rodadas para o término da competição, onde a seleção vai encarar o Chile em Salvador, no dia 24 de março, e a Bolívia em La Paz, no dia 29 de março. A amarelinha já está classificada para a Copa do Mundo, enquanto o Paraguai não tem mais chance de classificação.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!