Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » COMPLICOU!

Corinthians volta a ter três meses de salários atrasados, mas diretor diz não temer pela perder jogadores; saiba mais!

Duílio Monteiro Alves afirmou que os atletas têm sido compreensivos com a atual situação financeira do clube

Izabella Macedo Publicado em 08/07/2020, às 16h30

Corinthians volta a ter três meses de salários atrasados, mas diretor diz não temer pela perder jogadores
Corinthians volta a ter três meses de salários atrasados, mas diretor diz não temer pela perder jogadores - Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians / Fotos Públicas

Que a situação financeira do Corinthians não está nada boa, o próprio clube faz questão de tentar explicar, no entanto, a falta de alguns pagamentos aos jogadores pode render dores de cabeça ainda maiores para o clube Alvinegro, que terá que voltar à Justiça para resolver suas questões.

De acordo com informações do site Globo Esporte, o clube paulista chegou no seu terceiro mês sem realizar o pagamento dos salários dos jogadores.

Tal situação representa um risco, já que a Lei Pelé, no artigo 31, permite que um jogador busque a rescisão se o clube atrasar em três meses ou mais o seu salário. 

Esse artigo também se aplica para o FGTS e contribuições previdenciárias.

Mesmo com a situação se mostrando preocupante, o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, diz que não teme um movimento de jogadores tentando se desvincular na Justiça do Trabalho.

Ele diz que tem sido transparente com os atletas e que eles, por sua vez, têm dado suporte para que o clube enfrente as dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus.

"Nunca tivemos esse tipo de problema com nenhum grupo. Somos sempre claros e sempre cumprimos o que combinamos com eles. Logo será tudo solucionado, eles sabem da situação, acompanham, sabem que não é só aqui, que o mundo está de ponta cabeça, que muitos outros clubes, apesar de vocês não falarem, também estão com atrasos iguais ou maiores", disse.

Em meados de junho, a diretoria acertou uma parcela que já estava em atraso, e o valor era referente ao mês de abril, com 50% do valor das férias.

Ainda ficam faltando os salários de março, maio e, agora, também junho. Os dois últimos meses, vale lembrar, já contam com a redução de 25% por conta da pandemia de Covid-19.

Segundo a publicação, Duílio também lamentou a queda de receitas por conta da paralisação do futebol. O Timão teve cortes no recebimento de patrocínios e também na cota de transmissão, já que os campeonatos pararam. O faturamento mensal caiu em cerca de 60%.
 
Para Matias Ávila, diretor financeiro do Corinthians, a situação voltará a se normalizar assim que o time voltar a entrar em campo, o que deve acontecer com a retomada do Paulistão no fim do mês. 
 
Para amenizar um pouco os cofres, o clube segue na espera da receitas de vendas de jogadores como Pedrinho, ao Benfica, e Gustagol para pagar as pendências consideradas mais emergenciais. Pelo balanço de 2019, o clube tem uma dívida de R$ 665 milhões, sendo R$ 399 milhões de curto prazo.

5 itens que vão conquistar o coração dos torcedores do Corinthians

1- Caneca Estriada Corinthians - https://amzn.to/2OYJgKB

2- Jogo Churrasco Inox Corinthians - https://amzn.to/2VUZCFq

3- Caneta Roller Pen De Metal Com Caderno Corinthians - https://amzn.to/31lta0g

4- Luminária LED Corinthians - https://amzn.to/2OXHR7a

5- Camisa Corinthians Basic Camuflagem - https://amzn.to/2J3eo7V

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!