Sportbuzz
Testeira
Futebol / DESABAFOU!

Corinthians: Vitor Pereira desabafa após derrota para o Palmeiras

Na noite desta quinta-feira, 17, o Corinthians foi derrotado pelo Palmeiras e o técnico Vitor Pereira perdeu o seu segundo clássico em três jogos sob o comando do Timão

Redação Publicado em 18/03/2022, às 08h05

Vitor Pereira fala sobre derrota do Corinthians - Reprodução/YouTube - Corinthians TV (17/03/2022)
Vitor Pereira fala sobre derrota do Corinthians - Reprodução/YouTube - Corinthians TV (17/03/2022)

Na noite desta quinta-feira, 17, o Corinthians foi derrotado pelo Palmeiras no Allianz Parque em partida atrasada, válida pela sexta rodada do Campeonato Paulista. Mesmo criando algumas boas chances, o Timão tomou muitos sustos e viu os donos da casa serem agressivos e dominantes.

Após a derrota por 2 a 1, Vitor Pereira desabafou em entrevista coletiva e destacou a diferença entre as equipes. Com cerca de duas semanas no comando e três jogos à frente do Corinthians, o técnico português já perdeu dois clássicos e, inevitavelmente, começou a ouvir algumas críticas dos torcedores.

 

CANAL - SPORTBUZZ

Fundamentalmente, foram dois clássicos jogados, um com três dias de trabalho e outro com duas semanas, contra um clube que tem dois anos de trabalho. Eles têm dois anos de trabalho, nós, duas semanas. Não é fácil construir um processo de jogo, não faço milagres, não tenho varinha mágica, não sou mágico”, desabafou.

Além disso, o treinador analisou os pontos que foram determinantes pra que o Timão não saísse do Allianz com mais uma vitória. Segundo ele, a percepção dos espaços no campo foi falha por parte dos jogadores do setor ofensivo, principalmente dos meias, que não conseguiram criar tão bem quando tiveram a chance.

Corinthians perde para o Palmeiras
Corinthians perde para o Palmeiras pelo Campeonato Paulista - Flickr (Cesar Greco/Palmeiras)

Normalmente não sou treinador de arranjar muitas desculpas, sou treinador para analisar a realidade, o que se passou no meu ponto de vista. Então o que aconteceu: tivemos dificuldade em perceber os espaços, por méritos do Palmeiras, que nos pressionou, com muitas pressões individualizadas, no portador da bola. Faltou-nos mobilidade entre os meias, os extremos, e faltou movimentos à profundidade para nos libertar esses espaços. Ou seja, às vezes o espaço estava à profundidade ou necessitava de uma troca posicional para se libertar entrelinhas. Nós tivemos dificuldades”, disse.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!