Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / AGUARDANDO RESPOSTA!

Corinthians formaliza proposta por dirigente, e espera resposta

Buscando a contratação de um diretor de futebol executivo do mercado, o Corinthians formalizou a proposta pelo alvo e aguarda a decisão

Redação Publicado em 08/12/2023, às 09h01

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Corinthians formaliza proposta por diretor - Agência Corinthians / José Manoel Idalgo
Corinthians formaliza proposta por diretor - Agência Corinthians / José Manoel Idalgo

À procura de um dirigente executivo para a gestão de Augusto Melo, o Corinthians formalizou uma proposta por Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Atlético-MG, atualmente. O cartola é desejo antigo do futuro presidente do Timão, que já havia citando o nome para amigos próximos ainda antes de ser eleito.

De qualquer forma, agora Rodrigo Caetano sabe as bases salariais oferecidas pelo Corinthians, além do projeto esportivo que tem para os próximos três anos, período de seu mandato. O que resta é a resposta do dirigente, que chegou a comentar que acreditava que ficaria para cumprir seu contrato, que vai até 2026.

Apesar disso, a partir de 2024, o profissional pode romper o vínculo sem a necessidade de pagamento de qualquer multa rescisória, o que não aconteceria ainda em 2023. Isso torna a situação um impasse, já que o Timão pretende adiantar o planejamento para a próxima temporada, e precisaria esperar pelo profissional.

Mesmo sem o contratado até o momento, o técnico Mano Menezes tem uma reunião marcada com o próximo mandatário do clube para definir saídas e possíveis chegadas. O comandante afirmou em coletiva que prefere não sair de férias inicialmente, para deixar as coisas encaminhadas para o próximo ano.

Mano Menezes planeja 2024 com o Corinthians
Mano Menezes planeja 2024 com o Corinthians - Getty Images

Isso acontece por causa de um 2023 turbulento no time do Parque São Jorge, muito pelas eleições presidenciais, mas os resultados e o desempenho dentro de campo também não ajudaram. A equipe foi eliminada nas quartas de final do Paulistão e na fase de grupos da Libertadores, além de ter ficado em 13º no Brasileiro e caído nas semifinais da Copa do Brasil e da Sul-Americana.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!