Sportbuzz
Testeira
Futebol / COPA AMÉRICA!

Antes da final da Copa América, Neymar deixa amizade com Messi de lado

Neymar quer o título da Copa América e deixa amizade de Messi de lado na decisão

Redação Publicado em 09/07/2021, às 15h06 - Atualizado às 15h20

Neymar deixa amizade de Messi de lado, antes da final da Copa América - GettyImages
Neymar deixa amizade de Messi de lado, antes da final da Copa América - GettyImages

Neste sábado, 10, às 21h, no estádio do Maracanã, Brasil e Argentina vão fazer uma final histórica na edição de 2021 da Copa América. O maior clássico sul-americano também vai registrar o encontro entre Messi e Neymar. Apesar de ambos serem amigos fora de campo, o craque da Seleção Brasileira quer deixar isso de lado e levar o título do torneio. 

"Enfrentar a Argentina do Messi… Sempre falei isso, é o melhor jogador que eu já vi jogar. É um grande amigo que eu tenho, só que estamos numa final, somos rivais agora e eu quero vencer, quero trazer esse título, que é meu primeiro também (de Copa América). Sei que o Messi está há muitos anos buscando seu primeiro título com a seleção. Todas as vezes em que eu não estive presente no torneio, que a Seleção Brasileira não estava, eu torci por ele", afirmou

Neymar ainda seguiu: "Falei isso na Copa do Mundo de 2014, quando ele jogou contra a Alemanha. Mas agora é Brasil, é o Brasil que está na disputa do título. A amizade vai ficar um pouquinho fora das quatro linhas dessa vez, mas o respeito é muito grande. Espero poder vencer”.

Quando você tem um amigo que é seu adversário, é difícil esquecer amizade que você tem. Mas é igual jogar videogame com amigo, você quer ganhar dele de qualquer jeito. Vai ser a mesma coisa no sábado. O Messi é meu amigo, mas eu estou ali para ganhar, vou defender o meu. E eu sei que ele vai fazer o possível também para ganhar. Vai ser um grande jogo para quem gosta de futebol, um grande duelo”, finalizou ao falar sobre o ex-companheiro de Barcelona. 

Além disso, Neymar tem se destacado na Copa América e não com gols, mas sim com as assistências e também com a maneira como está jogando. Sempre citando Messi como um de seus mentores no futebol, o atacante comentou sua evolução dentro do futebol, onde saiu da ponta esquerda para atuar no meio. 

"Sempre fui um cara que jogava mais aberto, fazia alguns movimentos mais para atacar. Eu passei a aprimorar minhas assistências, a qualidade de buscar jogo mais no meio, no Barcelona. Quando o Messi estava fora, ou quando veio o Luis Henrique, gente fazia essa função de trocar os dois, até pra pra distrair a marcação. Óbvio que é essa função, de 10, era do Messi, então eu dava uma opção diferente. Mesmo assim, quando o jogo estava diferente, ou se a gente sabia que tinha alguns espaços na esquerda, eu poderia preencher isso", continuou.

"O Messi foi um dos caras que eu mais aprendi jogando junto, tenho muito orgulho de ter como amigo hoje, é um cara que eu aprendi bastante. Quando eu fui para o Paris Saint-Germain, não tinha mais o Messi do meu lado. Então, eu comecei a me aprimorar mais nessa função, comecei a jogar mais de 10 do que de ponta. Hoje, faço qualquer tipo de função que o treinador deseja”, completou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!