Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » NEGADO!

Conmebol vai contra decreto do Rio de Janeiro e nega presença de 7,8 mil pessoas na final da Libertadores

Entidade sul-americana reforçou o limite de 5 mil pessoas, incluindo os profissionais participantes

Redação Publicado em 23/01/2021, às 09h17

Taça da Libertadores da América
Taça da Libertadores da América - GettyImages

Nos últimos dias um grande alvoroço sobre a presença de público no Estádio do Maracanã durante a final da Libertadores da América entre Palmeiras e Santos veio à tona. 

Um decreto divulgado pelo governo do Rio de Janeiro teria permitido a presença de 10% da capacidade do estádio, o que dá, aproximadamente, 7800 pessoas. Porém, a Conmebol negou a possibilidade. 

Reforçando que não haverá venda de ingressos e a final será fechada para o público, devido a pandemia de covid-19, a entidade sul-americana enfatizou o número de 5 mil pessoas, que já havia sido falado anteriormente.

Neste número, leva-se em consideração os seguintes profissionais:

  • Jogadores, árbitros, técnicos e comissões dos finalistas;
  • Estafe de operações da Conmebol;
  • Pessoal de segurança e protocolos sanitários;
  • Empregados do Maracanã e responsáveis pela transmissão;
  • Profissionais de imprensa;
  • Convidados dos patrocinadores e dirigentes da Conmebol;
  • Autoridades da cidade, estado e país;
  • Convidados dos clubes finalistas.

Logo, para ter maior controle sobre a situação, a Conmebol realizará credenciais que liberarão o acesso. Caso contrário, o torcedor que não tiver o acessório, não poderá adentrar ao Maracanã no sábado, 30. 

A medida tomada pela responsável pelo torneio é justamente para evitar riscos envolvendo os profissionais presentes, devido aos altos números  de contaminação por conta do coronavírus. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!