Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » LIBERTADORES

Conmebol libera áudio do VAR em lance polêmico de Boca x Santos: “Choque de futebol”

Após polêmica da arbitragem de vídeo, entidade divulga decisão em lance de Marinho no jogo de ida da semifinal da Libertadores

Redação Publicado em 07/01/2021, às 12h59 - Atualizado às 13h00

Conmebol libera áudio do VAR em lance polêmico de Boca x Santos: “Choque de futebol”
Conmebol libera áudio do VAR em lance polêmico de Boca x Santos: “Choque de futebol” - GettyImages

Após a polêmica do VAR no empate em 0 a 0 entre Boca Juniors e Santos, pela ida da semifinal da Libertadores, a Conmebol divulgou nesta quinta-feira, 07, os áudios da arbitragem durante a análise de um possível pênalti em Marinho, do Peixe.

No lance polêmico, aos 29 minutos do segundo tempo, o camisa 11 recebeu lançamento, infiltrou na área do time argentino e foi tocado por Izquierdoz, já sem a disputa da bola. O VAR analisou a jogada e orientou o árbitro Roberto Tobar a seguir, sem sequer avaliar no monitor.

Na sala da arbitragem de vídeo, o lance foi entendido como normal. No principal trecho dos áudios divulgados, os analistas de vídeo Juan Gabriel Benitez, Eduardo Gamboa e Milciades Saldivar usaram termos como “contato de jogo” e “limpo”.

No início do áudio, Tobar diz no microfone: “Limpo! Nada!”. Na sequência, ainda sem replay, Eduardo Gamboa diz: “[Marinho] se deixa cair”.

O árbitro de vídeo Juan Gabriel Benitez, então diz: “Há um contato. Toque [o play], deixe seguir”, afirmou, enquanto Gamboa pede para Tobar “retardar”.

“Eu quero ver em velocidade normal. Ok, ele [Izquierdoz] colocou a perna, vendo de trás, não retome [o jogo]. Como você vê, Eduardo [Gamboa]? Eu quero ver a velocidade normal”, continuou o árbitro de vídeo.

“Não, choque de futebol”, afirmou o assistente do VAR, antes de Benitez concordar: Seguimos. Roberto [Tobar], continue. Seguimos”, declarou. A partida foi retomada sem a marcação da penalidade.

Confira o momento do diálogo:


Pelas redes sociais, o Santos manifestou indignação com a não marcação do pênalti no lance. Após a partida, o clube criticou o fato de o árbitro chileno Roberto Tobar não ter consultado as imagens.

“O time santista destaca a estranheza pela não verificação do VAR à beira do campo, no lance que Marinho foi derrubado dentro da área adversária no segundo tempo”, publicou o Santos, pelas redes sociais.

Com o empate na Bombonera, o Peixe precisa de uma vitória na Vila Belmiro, na próxima quarta-feira, para garantir a vaga na grande decisão da Libertadores. Em caso de um novo 0 a 0, a vaga será definida nos pênaltis. Um empate com gols (1 a 1; 2 a 2; 3 a 3...) dá a vaga ao Boca Juniors.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!