Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » FUTEBOL FEMININO/ WOMEN'S CHAMPIONS LEAGUE

Conheça as competições do futebol feminino na Europa

A Liga dos Campeões é o único campeonato entre equipes do Velho Continente

Gabriela Santos Publicado em 22/09/2019, às 08h33

Lyon comemorando o título da Women's Champions League
Lyon comemorando o título da Women's Champions League - Getty Images

O futebol feminino está em evidência e a última edição da Copa do Mundo foi a representação disso. Sediada na França, a torcida lotou os estádios, apoiou as jogadoras e tornou o mundial mais assistido da história.

No Brasil, por exemplo, a CBF exigiu, ainda este ano, que os clubes da Série A do Brasileirão criassem equipes femininas adultas e de base para se enquadrar no Licenciamento da Confederação Brasileira de Futebol, depois de 40 anos desde que a prática do esporte por mulheres foi liberada por lei no Brasil.

Contudo, a medida ainda não remete à profissionalização do futebol feminino no Brasil, que atua por poucas temporadas comparadas à outras competições internacionais. A primeira edição do Brasileirão foi apenas em 2013.

Na Europa, a Champions League feminina existe desde 2001-2002 e é a única competição de grande nível na Europa, diferente do futebol masculino, que possui a Liga dos Campeões e a Liga Europa.

Incialmente nomeada como UEFA Women’s Cup, a UEFA reformatou a competição para Women's Champions League, em dezembro de 2008.

Wendie Renard com a taça do título de 2017 (Crédito: Getty Images)


O time da estrela Wendie Renard, o francês Olympique Lyonnais, ou Lyon, é o maior campeão da competição, com seis taças levantadas. Todos, inclusive, conquistados como Champions League. Os triunfos foram nas temporadas de 2010/11, 2011/12, 2015/16, 2016/17, 2017/18 e 2018/19.

Alemanha, França e Suécia são as três principais nações com mais títulos da Liga dos Campeões de futebol feminino, com nove, seis e dois triunfos, respectivamente. Inglaterra fecha o topo com apenas uma conquista. 

Na Alemanha, quatro clubes diferentes levantaram a taça: Frankfurt, quatro vezes; Turbine Potsdam e Wolfsburg, em duas oportunidades cada; e o Duisburg com uma conquista. Já na França, o Lyon é o detentor de todos os seis títulos do pais.

Na Suécia, os dois títulos também foram conquistados por apenas uma equipe, o Umeaa. A equipe faturou o bicampeonato nas temporadas 2002/03 e 2003/04.

Esta última, inclusive, contou com Marta no elenco, recentemente transferida do futebol brasileiro para o europeu. Foi no clube sueco que a rainha despontou no futebol mundial, eleita quatro vezes a melhor do mundo no período em que atuou pelo Umeaa, de 2004 a 2009. 

Marta e Cristiano Ronaldo: melhores do mundo em 2008 (Crédito: Getty Images)


A única Champions League da Inglaterra foi faturada pelo Arsenal, em 2006/07, completando o quadro de apenas quatro nações detentoras da Liga dos Campeões. 

Contudo, os países possuem campeonatos nacionais que são fortes e muito bem disputados. Confira quais são as principais ligas de futebol da Europa.

Inglaterra: 

A Premier League feminina, na verdade, se chama FA Women’s Super League (FAWSL). O campeonato foi criado em 2011 e equipes de peso investem no futebol feminino da Inglaterra, sendo um dos destinos mais desejados entre as jogadoras europeias.

A competição feminina também possui uma segunda divisão, que é a FA Women’s Super League 2, ou WSL 2.

Times gigantes como o Liverpool, Chelsea, Arsenal e City investem no futebol de qualidade. O Arsenal é o maior e atual campeão com três títulos conquistados. Chelsea e Liverpool têm dois títulos cada e o Manchester City, um.

Na Inglaterra é disputado a National League Cup (Premier League Cup), a Women’s FA Cup e a Women’s League Cup.

França:

A liga francesa é a Division 1 Féminine ou D1F, é equivalente à Ligue 1 (do futebol masculino), com doze equipes disputam a primeira divisão. A série B do francês é D2F.

O clube mais vitorioso e notável da França é o Olympique Lyonnais, ou Lyon, da capitã Wendie Renard, que venceu o campeonato em 17 oportunidades. Atual campeão do torneio, alcançou a marca de 13 títulos seguidos em 2018/19.

O vice-campeonato da D1 garante vaga na Women’s Champions League, o que torna a liga um pouco mais disputada. PSG e Olympique de Marseille, Paris FC e Bordeaux são grandes times que competem na divisão.

As francesas também disputam a Copa da França.

A maior curiosidade da D1 é que ela foi criada há mais de um século, em 1918, administrada pela federação de futebol feminino da França, liderada pela pioneira do esporte feminino no país e no mundo, Alice Milliat (1884-1957).

Contudo, a liga durou apenas 12 temporadas por causa da proibição do futebol feminino e só foi reestabelecida em 1975 e retornou com o financiamento da Federação Francesa de Futebol. A profissionalização das jogadoras na França só aconteceu a partir de 2009.

Espanha:

Foi criada em 1988 e em 2011 se tornou oficialmente a Primeira Liga Espanhola. O Athletic é o maior campeão, com cinco títulos, seguido por Atlético de Madrid, Levante e Barcelona com quatro campeonatos cada.

Contudo, depois que o torneio mudou de nome, das oito edições realizadas, o Barcelona domina com quatro título, A. Madrid com três e Athletic possui apenas um.

As espanholas também disputam a Copa da Rainha.

É o país que menos investiu no futebol feminino. A liga se profissionalizou apenas na temporada 2016/17, após investimentos de uma empresa de gás e energia elétrica, Iberdrola, investir no campeonato.

O Real Madrid, por exemplo, só criou o seu time feminino neste ano e ainda firmando parceria com outra equipe que subiu recentemente para a primeira divisão, o Real Madrid/ Tacón. O clube investiu bem nas contratações, comprando quase um time inteiro. Com verbas do próprio Real Madrid, duas brasileiras da seleção integram a equipe: Daiane e Thaisa.

O atual campeão espanhol é o Atlético de Madrid, da atacante da Seleção Brasileira Ludmila.

Alemanha:

A Frauen Bundesliga foi criada há quase 30 anos, em 1990. 12 equipes disputam a primeira divisão e o destaque do Campeonato Alemão é o Frankfurt, com sete títulos. Turbine Postdam está bem próximo, com seis. TSV Siegen tem quatro; Wolfsburg, três. FSV Frankfurt e Bayern de Munich possuem dois cada um. Grun-Weib Brauweiler, FCR Duisburg e TuS Niederkirchen conquistaram o torneio em uma oportunidade.

As alemãs também disputam a Frauen DFB Pokal.

Itália:

A Liga Italiana ou Série A foi criada em 1973 e desde que existe, o Torres Calcio é o maior campeão, com sete títulos conquistados. Lazio é a segunda maior vencedora perdendo por dois campeonatos de diferença.

Os gigantes Milan e Juventus (atual bicampeão) possuem apenas dois títulos cada. E a Fiorentina tem um.

Esse é o único campeonato italiano de futebol feminino.

Suécia:

Criada em 1988, a liga sueca de primeiro escalão é a Damallsvenskan e é um dos principais campeonatos da Europa. O torneio passou por duas mudanças de nome e foi fundada, oficialmente, em 1973.

O maior campeão é o FC Rosengård, com 10 títulos e o Umeaa conquistou sete. A rainha Marta vestiu a camisa das duas equipes.

Os torneios na Suécia são divididos em cinco escalões: Elitettan (2°); Divisão 1 Feminina (3°); Divisão 2 Feminina (4°); e Distritais Femininos (5°).

 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!