Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » ESPECIAL!

Confira o comparativo dos valores de premiação do Brasileirão e da Libertadores entre o futebol masculino e feminino

Disparidade evidencia ainda mais a desigualdade dentro do esporte brasileiro

Guilherme Assumpção Publicado em 05/03/2021, às 17h03

Brasileirão e Libertadores possuem valores de premiação maiores para a categoria masculina
Brasileirão e Libertadores possuem valores de premiação maiores para a categoria masculina - GettyImages / Conmebol / Fotos Públicas

Com muita importância, o Dia Internacional da Mulher representa a enorme batalha pela igualdade e pelo fim da violência e do machismo. No início, a data comemorativa se deu através de manifestações, greves, comitês e outras formas de lutar contra a desigualdade.

E um dos principais locais de batalha contra o preconceito e a diferença no tratamento entre homens e mulheres acontece no esporte. Apesar dessa luta vir se intensificando a cada ano, as mulheres seguem correndo atrás da justiça e do reconhecimento.

 

No entanto, a diferença no tratamento entre homens e mulheres ainda perdura no esporte brasileiro. Apesar do pequeno avanço conquistado nos últimos anos, a situação segue sendo bastante discrepante.

Se partirmos para o futebol, essa diferença de tratamento fica ainda mais gritante. Com uma enorme distância de valores nas premiações dos campeonatos, o futebol feminino segue sendo muito desvalorizado pela própria CBF, que organiza boa parte dos torneios.

Diante disso, o SportBuzz decidiu aproveitar o Dia Internacional da Mulher para fazer um levantamento e comparar os valores das premiações no Campeonato Brasileiro e na Libertadores masculina e feminina. Confira!

Diferença nas premiações das categorias masculina e feminina são gritantes (Crédito: GettyImages)

 

CAMPEONATO BRASILEIRO

No ano de 2020, o campeão brasileiro masculino foi premiado com um valor de R$ 33 milhões. Após uma temporada bastante modificada, o Flamengo levantou o troféu e faturou a quantia milionária estipulada pela CBF.

Para se ter uma ideia, o Fortaleza terminou o Brasileirão no 16º lugar, ou seja, na beira da zona do rebaixamento. Mesmo assim, a tabela de premiação estipulada pela CBF garantiu a quantia de R$ 11 milhões para a equipe cearense.

Ao partir para o futebol feminino, o Corinthians faturou o título de campeão brasileiro no ano de 2020. Porém, a premiação nem se compara à categoria masculina. Ao todo, a equipe levou para casa cerca de R$ 180 mil.

Brasileirão possui valores 170 vezes maior para a categoria masculina (Crédito: GettyImages)

 

Na comparação direta, o prêmio para o campeão brasileiro feminino é 170 vezes menor do que na categoria masculina. Vale destacar que ambos os torneios são organizados pela mesma entidade: a CBF.

Outro ponto de destaque na premiação do Campeonato Brasileiro Feminino é que os valores não são alterados desde 2017. E para a temporada de 2021, a expectativa é que a premiação siga com o mesmo valor.

Em entrevista para o jornal O Globo no final do ano passado, Aline Pellegrino, coordenadora de competições femininas da CBF, afirmou que as comparações na premiação não são factíveis por conta da diferença no nível de negócios entre uma categoria e outra.

Diferença nas premiações das categorias masculina e feminina são gritantes (Crédito: Conmebol / Fotos Públicas)

 

“Desde 2018, quando a competição perdeu o patrocínio da Caixa, tudo é custeado pela CBF: transporte, hospedagem, alimentação, arbitragem, premiação. Esse ano, o VAR foi implementado na fase final e houve envelopamento dos estádios. Tudo isso é custo. Ano que vem ainda estaremos dentro do “legado da Copa”, que previu um montante para o feminino e já tem contratos definidos e discutidos para o período de três anos, que se encerra em 2021”, contou Aline.

Apesar dos esforços das mulheres na luta pela igualdade, a diferença ainda é muito perceptível. Na comparação de investimento e até mesmo na venda dos direitos de transmissão, o torneio feminino larga com ampla desvantagem na comparação com os homens.

Brasileirão possui valores 170 vezes maior para a categoria masculina (Crédito: GettyImages)

 

LIBERTADORES

Quando o assunto parte para a disputa da Libertadores, a situação não é muito diferente. Organizada pela Conmebol, a competição também trata com desigualdade a categoria feminina no quesito das premiações.

Para comparar os valores, nossa reportagem utilizou a Libertadores do ano de 2019, já que o torneio feminino não aconteceu no ano de 2020 por conta da pandemia de coronavírus. Mesmo assim, a diferença nas premiações segue sendo gritante.

Diferença nas premiações das categorias masculina e feminina são gritantes (Crédito: GettyImages)

 

Para o campeão masculino da Libertadores de 2019, que foi o Flamengo, a Conmebol pagou cerca de R$ 50 milhões para o clube carioca. Para se ter uma ideia ainda mais complexa da disparidade, os times eliminados na fase preliminar receberam algo em torno de R$ 1,45 milhão.

Já na categoria feminina, o Corinthians foi quem levou a melhor no ano de 2019. Porém, a premiação não chegou nem perto na comparação com os homens. Por conta do título, o Timão faturou cerca de R$ 352 mil.

Para finalizar a comparação, a Conmebol distribuiu para a categoria masculina algo em torno de R$ 632 milhões em premiação ao longo de toda a Libertadores. Já para a categoria feminina, a entidade separou apenas R$ 1,2 milhão.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!