Sportbuzz
Testeira
Futebol / VAI VOLTAR?

Doria prevê volta de público a eventos em São Paulo a partir de outubro e clubes podem voltar a receber torcedores

João Doria, governador de São Paulo, acredita que a vacinação avançada proporcione a volta de eventos com público em breve

Redação Publicado em 06/07/2021, às 11h01

Segundo o governador de São Paulo, o futebol no estado pode voltar a ter torcedores nos estádios - Getty Images
Segundo o governador de São Paulo, o futebol no estado pode voltar a ter torcedores nos estádios - Getty Images

Depois de mais de um anos longe das torcidas, os clubes paulistas podem voltar a mandar seus jogos sob os olhares e apoio de seus torcedores no estádio. Com o início da pandemia, em março de 2020, os eventos esportivos foram suspensos e voltaram só alguns meses depois, mas sem a presença de público.

Contudo, aos moradores de São Paulo, a espera para voltar acompanhar os jogos presencialmente parece estar acabando. Isso porque o governador João Doria revelou que projeta a volta de públicos em eventos, esportivos ou não, para outubro.

"Provavelmente a partir de outubro, com lotações gradualmente expandidas. Vai aumentando. Como restaurante, hoje você pode 40%. Provavelmente vai aumentar, nós vamos anunciar provavelmente essa semana", abriu o assunto.

"E aí, você vai fazendo isso para os demais setores também, como congressos, atividades artísticas, atividades circenses, atividades de música. Porque tudo parou: Lolapalooza, Rock in Rio, futebol. Tudo. Então, muito provavelmente, a partir de outubro isso recomeça gradualmente, de forma segura. Vai poder com 50, 60, 70%…até dar 100%. Nós vamos ter um último trimestre cheio de alegria”, concluiu.

A falta de público nos estádios teve um impacto extremamente negativo, se analisado o âmbito esportivo. Os clubes, principalmente São Paulo, Corinthians, Palmeiras e Santos, perderam renda dos ingressos vendidos e, também, perderam o apoio e o calor do torcedor durante as partidas. 

"Até 15 de setembro, todos os maiores de 18 anos serão vacinados aqui em São Paulo. Todos, sem exceção, pelo menos com uma dose no braço. E aí, completa essa vacinação ou com 28 dias, se for Coronavac, ou com 90, se for da Pfizer e AstraZeneca”, finalizou o governador.

O que dados da prefeitura mostram é que, em São Paulo, 60% da população adulta já recebeu a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus e o número deve chegar em 70% até o dia 15 de julho.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!