Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Chelsea tem futuro na Champions e permanência de jogadores ameaçada

Chelsea está começando a sofrer as consequências da punição aplicada a Abramovich depois da invasão russa na Ucrânia, e pode ter seu futebol afetado

Redação Publicado em 11/03/2022, às 09h46

Chelsea com suas bandeiras na arquibancada - GettyImages
Chelsea com suas bandeiras na arquibancada - GettyImages

O Chelsea está começando a sentir na pele a punição que foi aplicada pelo governo britânico ao dono do clube, Roman Abramovich. Para se ter uma ideia, o clube está com sua participação na Champions League ameaçada, além de não saber se vai poder contar com a permanência de pelo menos três jogadores titulares para a próxima temporada.

Assim, dentro de todas as sanções sofridas pelo dirigente, a que mais está preocupando tem relação com o jogo contra o Lille, pela Champions League, na próxima semana. Acontece que o Chelsea tem um limite de 20 mil libras para gastar com as viagens do time, valor esse que está sendo considerado insuficiente para que a equipe chegue até a França e entre em campo.

 

Canal - SportBuzz

Por conta disso, ainda não se sabe se o time terá condições de viajar para o confronto da Champions. A partida diante do Lille está marcada para acontecer na próxima quarta-feira, 16, no estádio Pierre Mauroy. No confronto de ida, o Chelsea saiu como o vencedor por 2 a 0 e teria uma boa vantagem para o segundo o jogo. 

"Não sei se estou preocupado, mas estamos cientes da punição, e isso muda quase todo dia. Não podemos fazer muito sobre isso. Sigo feliz por estar aqui e ser o técnico de um forte time de futebol. Sei que há muito barulho ao nosso redor, mas ainda damos nosso melhor para focar no futebol. No momento, parece que o futebol está mais ou menos protegido. Mas vamos ver, amanhã tudo pode mudar", avaliou o técnico Thomas Tuchel em coletiva.

Chelsea sofre esportivamente com sansões aplicadas em dirigente
Chelsea sofre esportivamente com sansões aplicadas em dirigente (Crédito: GettyImages)

 

Além de não saber sobre seu futuro na principal competição da Europa, o clube ainda tem que lidar com a incerteza sobre os planos para o elenco na próxima temporada. Isso porque o Chelsea está proibido de fazer qualquer tipo de negociação de jogadores, tanto para a renovação de contratos, como para compra ou venda de atletas.

Assim, atualmente o elenco do Chelsea conta com pelo menos três jogadores que estão com seus contratos se encerrando em junho deste ano, sendo que todos eles estão sendo usados com uma certa frequência no time titular de Thomas Tuchel, sendo os zagueiros Rüdiger e Christensen e o lateral Azpilicueta.

De acordo com as informações do jornal "The Guardian", as punições aplicadas a Roman Abramovich criaram um certo clima de incerteza entre os jogadores. Como ninguém sabe como serão os próximos dias, muitos deles mostraram estar preocupados com o futuro no clube e com a impossibilidade de renovar seus contratos e ter novos reforços no elenco.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!