Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / CHAMPIONS LEAGUE!

Champions League: polícia admite erro de segurança na final

Final da Champions League foi marcada pela enorme confusão envolvendo os ingressos falsos e a invasão de torcedores não autorizados aos estádio

Redação Publicado em 21/07/2022, às 10h42

Policiais no estádio da final da Champions League - GettyImages
Policiais no estádio da final da Champions League - GettyImages

A final da Champions League, entre Liverpool x Real Madrid, ficou marcada além das jogadas de habilidade, lances impressionantes e do título da equipe merengue, mas também por conta da enorme confusão que aconteceu do lado de fora e de dentro do estádio Saint-Denis, que até acabou sendo responsável por atrasar em alguns minutos o início da partida.

Depois das imagens nada legais que foram registradas nas proximidades do estádio, o chefe da polícia de Paris, Didier Lallement, admitiu ter sim tido uma falha na segurança do evento, e que "ainda está ferido" por conta dos erros que acabaram sendo cometidos no 28 de maio. Por conta desse motivo, inclusive, ele deixou o cargo aos 65 anos.

Canal - SportBuzz

O policial assumiu total responsabilidade pela forma como tudo aconteceu no dia da final da Champions League. Na época, a polícia de Paris até culpou os torcedores ingleses por não estarem com os ingressos, informando ainda que havia mais de 30.000 entradas falsas que estavam em circulação, fazendo com que eles fossem atacados por gás lacrimogêneo.

"Ainda estou magoado com o fracasso do Stade de France. Naquela noite salvamos vidas, mas a reputação do país foi prejudicada. A bandeira francesa foi manchada, o que é uma dor para mim e uma responsabilidade que devo assumir", desabafou Didier Lallement, chefe da polícia de Paris, antes de oficializar a sua saída do cargo.

Final da Champions League é marcada por falha na segurança
Final da Champions League é marcada por falha na segurança (Crédito: GettyImages)

De acordo com um relatório divulgado pelo Senado francês, os torcedores do Liverpool foram injustamente culpados pela confusão. Por conta desse motivo, o ministro do Interior francês, Gerald Darmanin, acabou recebendo muitas críticas externas, já que de acordo com ele, a verdadeira culpa era mesmo dos ingleses.

Além desses pontos que foram levantados, no Senado, Lallement disse que a decisão de administrar o gás lacrimogêneo foi sua. "Estou ciente de que pessoas de boa fé foram atingidas, incluindo famílias. Lamento, mas não havia outro meio. A única maneira era usar o gás. Eu pedi que o gás fosse usado", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!