Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » VISH!

Adeus, Champions League? Após criação de Superliga, Uefa pode punir gigantes europeus

12 gigantes europeus estariam criando uma Superliga e poderiam deixar a Champions League de lado

Redação Publicado em 18/04/2021, às 19h16 - Atualizado às 20h12

12 gigantes europeus estariam criando uma Superliga e poderiam deixar a Champions League de lado
12 gigantes europeus estariam criando uma Superliga e poderiam deixar a Champions League de lado - GettyImages

Neste domingo, 18, 12 times se posicionaram e anunciaram a criação de uma Superliga, para bater de frente contra a Champions League. Antes do anúncio, a Uefa divulgou uma nota, onde a entidade repudiou qualquer iniciativa de origem para uma nova competição europeia. 

 

Quem informou em primeira mão a notícia, foram os jornais "The New York Times" e "Daily Mail". Os diários ingleses ainda disseram que algumas equipes iriam se manifestar sobre o tema e anunciar a criação da Superliga para bater de frente com a Champions League. 

E isso realmente aconteceu, na noite deste domingo, 18,  Arsenal, Atlético de Madrid,Barcelona, Chelsea, Inter de Milão, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Milan, Real Madrid e Tottenham. Os próprios também aguardam mais três times para se juntar a nova competição, que promete gerar mais lucros para os participantes. 

Quem se manifestou sobre o tema foi Florentino Perez e também Andrea Agnelli. Os cartolas de Real Madrid e Juventus serão os responsáveis por organizar e presidir a nova Superliga, um torneio que pode oferecer diversos benefícios aos clubes participantes. 

"Vamos ajudar o futebol em todos os níveis e levá-lo ao seu devido lugar no mundo. O futebol é o único esporte global no mundo com mais de quatro bilhões de fãs e nossa responsabilidade como grandes clubes é responder aos seus desejos", ressaltou o presidente do Real Madrid. 

"Nossos 12 clubes fundadores representam bilhões de fãs em todo o mundo e 99 troféus europeus. Nós nos reunimos nesse momento crítico permitindo que a competição europeia se transformasse, colocando o jogo que amamos numa base sustentável para o futuro a longo prazo, aumentando substancialmente a solidariedade e dando aos torcedores e jogadores amadores um fluxo regular de jogos de destaque que irão alimentar a sua paixão pelo jogo e, ao mesmo tempo, fornecer a eles um modelo atraente", completou o dirigente da Juve. 

Porém, antes desses anúncios oficiais, a Uefa publicou uma nota oficial, onde se posicionou contra a criação dessa nova liga. A entidade, ainda revelou que poderia punir severamente os clubes envolvidos em toda essa polêmica. 

"O projeto se baseia no interesse de alguns clubes em um momento em que a sociedade precisa mais do que nunca da solidariedade", escreveu na nota. Ela ainda continuou dizendo que: "o futebol é baseado em competições abertas e mérito esportivo; não pode ser de outra maneira". 

Além de Bayern de Munique e PSG, Uefa também possui o apoio da Fifa e de outras ligas como Premier League (Inglaterra), Bundesliga (Alemanha), Serie A (Itália), La Liga (Espanha) e Ligue 1 (França).


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!