Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Com dívida bilionária, CEO do Barcelona afirma: "Seria motivo de falência"

Com dívida de 1,35 bilhões de euros, o CEO do Barcelona garantiu que se o clube fosse uma "sociedade anômima" já teria falido

Redação Publicado em 06/10/2021, às 15h17 - Atualizado às 15h41

Barcelona passa por uma dívida complicada e tenta se reformular - GettyImages
Barcelona passa por uma dívida complicada e tenta se reformular - GettyImages

As dívidas do Barcelona estão batendo na porta do clube e preocupam o time catalão. Com saldo negativo de 1,35 bilhões de euros, os catalães vão precisar encontrar um novo caminho para sanar todos esses débitos e voltar a ter lucro. O CEO da associação, Ferran Reverter, que é o homem de confiança de Joan Laporta, deu detalhes do período conturbado que a equipe vive. 

 

De acordo com o CEO do Barcelona, o clube já poderia ter entrado num início de processo de falência se fosse uma empresa normal. No entanto, Reverter acredita que o time culé pode dar a volta por cima nessa dívida bilionária e garantiu que o Barça precisa agir rápido para que esse débito não cresça ainda mais. 

Ferran respondeu as críticas pela demora na tentativa de solucionar esses problemas financeiros, porém o CEO do Barcelona garantiu que não tomou outras atitudes antes por diversos fatores externos. Um deles chamou a atenção de todos, pois diversos dirigentes do Barça utilizam computadores próprios para fazer algumas documentações. 

"Muitos acham que a diligência demorou. O motivo é que tem sido muito difícil encontrar a documentação. Nos últimos anos, em 90 dias todos os documentos eram apagados. Além disso, não se usavam notebooks do clube, e sim pessoais. Quando mandavam e-mails, mandavam dos e-mails pessoais", afirmou o dirigente. 

O homem de confiança de Joan Laporta também deixou claro que as economias no Barcelona serão necessárias para que o time não sofra ainda mais. Mais cortes já estão sendo cogitados e um refinanciamento de dívidas já estão sendo debatidos pelos dirigentes do Barça para tentar sanar esse débito de 1,35 bilhões de euros. 

"Nós encontramos um patrimônio líquido negativo. Se fosse uma sociedade anônima, seria motivo de falência. Encontramos um fluxo de caixa operacional negativo, e por isso tivemos dificuldade para pagar os salários. A dívida e nossos compromissos futuros eram de 1,35 bilhão de euros, então temos que fazer um refinanciamento urgente", concluiu.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!