Sportbuzz
Testeira
Futebol / LUTO!

Centurión concede a primeira entrevista depois da morte da namorada e desabafa: "Nunca irá diminuir a dor"

Melody Pisani teve uma parada cardíaca em março desse ano e bateu com o carro em outro veículo

Izabella Macedo Publicado em 14/05/2020, às 20h50

Centurión fala pela primeira vez depois da morte da namorada - Instagram
Centurión fala pela primeira vez depois da morte da namorada - Instagram

No dia 29 de março desse ano, o ex-jogador do São Paulo, Centurión, viveu um dos momentos mais difíceis da sua vida. Sua namorada, Melody Pisani, morreu em um trágico acidente de carro depois de ter um ataque cardíaco e bater com o veículo.

Desde então, o jogador do Vélez vivia seu luto em silêncio, a não ser por uma homenagem publicada em suas redes sociais. Nesta quinta-feira, 14, em entrevista à Radio Continental, Centurión se pronunciou sobre o assunto.

"Tenho perguntas e as respostas jamais chegarão. É um pesadelo do qual não vou despertar. Nunca irá diminuir a dor que levo eu e minha família. Não vou superar, apenas aprender a conviver com isso", disse.

"Agora estou com um pouco mais de força para falar, já se passou um mês e uma semana. Estou muito bravo, muito doído com Deus por um monte de situações. Ele quem sabe quando alguém tem que ir. Hoje é assim que me sinto, quem sabe daqui dois anos seja de outra maneira. Hoje tenho esse pensamento e essa dor", continuou.

O jogador também falou sobre como era a convivência e o relacionamento com Melody.

"Nós conhecíamos há seis anos e meio, sete. De namoro, quatro. Foi uma guerreira. Me ensinou tudo. Ensinou que o material e todas essas coisas servem para o momento, mas não para sermos felizes. Aos 13 anos passou por um transplante, aos 20 por um câncer... nesse momento eu estava no São Paulo e ela me acompanhava. Voltava para o Brasil depois de cada quimioterapia. Queria estar comigo", finalizou.
 
No dia do acidente, Melody estava à caminho da casa dos seus pais, em Banfield, na grande Buenos Aires. Na época, a imprensa afirmou que Melody dirigia sozinha depois de deixar a casa de Centurión, em Puerto Madero, para se encontrar com os pais.
 
A polícia informou que a jovem perdeu o controle do seu carro na rua Pergamino, em Lanus, e bateu em outro veículo que estava estacionado. Ela já foi encontrada sem vida no local.
 
Uma parada cardíaca antes do carro colidir teria sido a causa da morte.
 
"Era uma pessoa com antecedentes cardíacos. No primeiro exame, os peritos entenderam que ela sofreu um problema cardíaco, que provoca o choque. O impacto foi menor sobre o carro, os airbags funcionaram. O trauma não condiz com a morte. O promotor está investigando que há seis anos ela teria sofrido um problema cardíaco", disse o secretário de segurança de Lanús, Diego Kravetz.

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!