Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

CBF e Tite rebatem curtidas de filho do treinador nas redes sociais: "Todo preconceito não deve existir"

Nem mesmo o pai de Matheus Bachi, Tite, aprovou as curtidas que o auxiliar da Seleção Brasileira deu em comentários contra os movimentos feminista e LGBTQIAP+

Redação Publicado em 29/10/2021, às 13h55

Tite e CBF não aprovam curtidas de filho do treinador nas redes sociais - GettyImages
Tite e CBF não aprovam curtidas de filho do treinador nas redes sociais - GettyImages

Recentemente, Matheus Bachi, filho do técnico Tite e auxiliar técnico da Seleção Brasileira curtiu algumas publicações nas redes sociais que causaram incômodo na CBF. A página no "Instagram" fazia postagens com conteúdo crítico aos movimentos feminista e LGBTQIAP+, além de fazer críticas à imprensa profissional e ao que chamam de "comunismo".

Além disso, as páginas também publicam conteúdo pró-armas e contra o isolamento social em prevenção ao coronavírus. Uma das postagens curtidas por Matheus Bachi é de uma notícia sobre a absolvição do homem acusado de estuprar a digital influencer Mariana Ferrer, em Santa Catarina. 

Neste caso, a legenda da imagem diz: "Ela recorreu e tomou pau de novo!". Outras postagens pregam o fechamento do Supremo Tribunal Federal. As curtidas foram descobertas pela CBF nesta semana, por conta do caso envolvendo o jogador de vôlei Maurício Souza, que fez, e reafirmou seus comentários homofóbicos após a divulgação do Super Homem.

Dessa forma, o filho de Tite acabou curtindo uma das postagens de Maurício Souza, o que causou uma grande mal-estar na cúpula da CBF, principalmente porque um dos motivos pelos quais Maurício Souza foi demitido do Minas Tênis Clube foi a pressão dos patrocinadores, e um deles é o mesmo que investe na seleção.

Nesta sexta-feira, 29 durante a entrevista coletiva de convocação para os jogos da seleção em novembro, Juninho Paulista foi perguntando se a CBF seria intransigente com homofóbicos. Depois que ele se manifestou sobre o assunto, Tite optou por se posicionar.

"Colocaste e não trouxeste para mim na medida que sou pai do Matheus. Todo preconceito... E me foi perguntado em termos raciais um tempo atrás em relação os técnicos negros. Todo preconceito não deve existir, estamos num processo de igualdade na sociedade, seja de cor, raça ou sexo. Quem pode olhar na sequência aquilo que foi manifestado pela entidade pode ter complemento em cima da pergunta", disse Tite.

Nesta quinta-feira, 28, a entidade máxima do futebol nacional já havia divulgado uma nota oficial onde afirmava que "tomou conhecimento dos fatos e conversou diretamente com o funcionário citado, que reconheceu seu erro ao 'curtir' o post, pois não compartilha de tal opinião".

A entidade ainda deixou claro que "reforça seu compromisso com um futebol livre de qualquer preconceito ou discriminação. Por meio da campanha 'Todos Iguais', existente há quase uma década, defende um esporte solidário e que integre todas as cores, origens, crenças, gêneros ou condições físicas, utilizando como plataforma de divulgação suas competições e atividades da Seleção Brasileira".


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!