Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » MANAUS

Casagrande faz desabafo tocante e questiona governo sobre crise em Manaus

Comentarista destaca solidariedade de Richarlison e Whindersson Nunes em campanha para ajudar a capital amazonense

Redação Publicado em 15/01/2021, às 11h57

Casagrande faz desabafo tocante e questiona governo sobre crise em Manaus
Casagrande faz desabafo tocante e questiona governo sobre crise em Manaus - Transmissão/ SporTV

O colapso em Manaus, com o avanço dos casos de Covid-19 e falta de oxigênio nas unidades de saúde, movimentou esportistas e artistas brasileiros. Pacientes contaminados estão sendo enviados para outros estados pela falta do insumo no tratamento. Nesta semana, o município bateu recorde de internações e de enterros.

Richarlison, Paulinho e Antony manifestaram apoio e solidariedade a Manaus. Conhecido pelo engajamento em causas sociais, o atacante do Everton e da Seleção Brasileiradoou 10 cilindros para as unidades de emergência, em campanha levantada pelo humorista Whindersson Nunes. Os jogadores usaram as redes sociais para reforçar apelo à capital amazonense.

O comentarista e ex-jogador Walter Casagrande usou as redes sociais nesta sexta-feira, 15, para fazer um desabafo sobre a situação de Manaus, e destacou a ação de Richarlison e a movimentação dos jogadores para chamar atenção para a crise no município. Casagrande também questionou a ação do Governo.

“Ainda bem que o Brasil é um país de um povo solidário. Muitos cidadãos estão fazendo a função do governo: “Ajudando pessoas que estão passando por todas essas dificuldades”. Richarlisson (Everton), Antony (Ajax), Paulinho (Bayer Leverkusen), o humorista Whindersson Nunes, entre outros”, escreveu o comentarista.

Casagrande faz desabafo tocante e questiona governo sobre crise em Manaus (Crédito: Reprodução)

 

Manaus sofre com o avanço dos casos de Covid-19. As internações bateram recorde e as unidades de saúde registraram a falta de oxigênio, sendo obrigadas a enviar pacientes para outros estados.

Os cemitérios da capital amazonense, que estão lotados, tiveram o horário de funcionamento ampliado e instalaram câmaras frigoríficas. Para conter o coronavírus, o governo local decidiu proibir a circulação da população entre 19h e 6h em Manaus.


 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!