Sportbuzz
Testeira
Futebol / Santos

Carille elogia o Santos após empate contra o São Paulo: "O que me deixou orgulhoso foi a luta"

O Santos empatou por 1x1 contra o São Paulo, e o técnico Carille elogiou a postura de seus jogadores

Redação Publicado em 08/10/2021, às 08h26

Carille durante treinamento do Santos - Ivan Storti/Santos FC / Flickr
Carille durante treinamento do Santos - Ivan Storti/Santos FC / Flickr

Após o empatedo Santos por 1x1 contra o São Paulo pela 24ª rodada do Brasileirão, Carille fez questão de elogiar seu grupo, que mostrou entrega e vontade no Morumbi, que teve a presença da torcida tricolor

O Santos saiu na frente com um golaço de Carlos Sánchez aos 4 minutos do primeiro tempo, o primeiro do time após quase 5 rodadas sem gritar 'gol', que chutou de fora da área uma bola indefensável para Volpi

Depois disso, o São Paulo saiu para o jogo e conseguiu empatar ainda na primeira etapa com Calleri de pênalti. Resumindo, vimos o São Paulo buscando a virada e o Santos se segurando mas saindo com perigo no contra ataque. 

 

 

Ficou clara a entrega dos jogadores, que foram exaltados pelo técnico Fábio Carille, confira as falas do comandante do Peixe

"Quase um mês de trabalho. 10 dias desde o Juventude. Fiz algumas experiências, testes, treinei algumas formatações. Decidimos pelo melhor. O que me deixou orgulhoso foi a luta. Isso temos que ter sempre. Tecnicamente fomos ganhando confiança. Pela sequência, às vezes falta um pouco. Mas hoje corremos muito. Melhor tecnicamente e com melhor trabalho meu tático, vamos vencer os jogos" disse Carille

"Começamos bem. Fizemos o gol e nos perdemos depois. Erramos coisas simples, muitas coisas simples. Isso passa pelo momento também. Temos que passar uma certa calma, confiança, para que rendam mais em campo. Mas gostei da entrega, da luta. Se não lutássemos, o jogo seria ruim. Fomos bem contra o Juventude no primeiro tempo, hoje nem tanto tecnicamente, mas vamos melhorar para voltarmos a vencer" completou o técnico. 

Carille ainda comentou sobre a possibilidade de alterar a formação tática durante a partida, sem realizar alterações com Vinicius Balieiro atuando como zagueiro na linha de três e depois indo para o meio-campo. 

"O sistema tem funcionado bem. Contra o Juventude, colocamos o Jean e fortalecemos o meio-campo. Estão gostando, passando confiança e posso variar. Balieiro e Palha já jogaram como laterais, por exemplo. Com os mesmos jogadores, podemos mudar sem substituições. Independentemente da formação, temos que melhorar tecnicamente para buscarmos as vitórias. E vamos conseguir" finalizou Carille do Santos

O próximo episódio da luta contra o rebaixamento do Santos (16º colocado) será contra o Grêmio (17º colocado) na Vila Belmiro, no próximo domingo. O Peixe está há 11 jogos sem vencer.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!