Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » EXIGÊNCIAS

Brasileirão terá que parar se a final da Libertadores 2020 acontecer no Brasil

Seis estádios do país estão na disputa para sediar o evento, junto com Argentina e Peru

SportBuzz DIGITAL Publicado em 10/09/2019, às 14h12

Taça da Libertadores
Taça da Libertadores - Getty Images

Seis estádios brasileiros estão na disputa para sediar a final da Libertadores 2020. O novo modelo da decisão do campeonato continental fez com que a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) colocasse, em documento, algumas exigências ao país que receber o grande evento. Uma delas é que o torneio nacional pare durante a final única de Copa Libertadores.

Caso seja no Brasil, o Campeonato Brasileiro precisará esperar a final acontecer e a Conmebol deve exigir que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) não agende rodada do nacional na semana da decisão da Libertadores. Segundo informado pelo UOL, que teve acesso ao documento da Federação, isso acontecerá caso um dos seis estádios brasileiros seja eleito.

O documento afirma que o país deverá “garantir a disponibilidade de datas das competições locais para realização do evento”. Já é de conhecimento geral que o Brasileirão irá parar durante a Copa América do ano que vem, na Argentina e Colômbia.

Em data FIFA, por exemplo, o Brasileirão continua rolando enquanto a Seleção Brasileira ou qualquer outra está convocada para amistosos internacionais, e isso implica na ausência dos principais jogadores dos clubes brasileiros durante esses jogos oficiais. A CBF promete que não irá mais coincidir os calendários nacionais com as datas.

Um caso recente é o de Paolo Guerrero, que precisou pedir dispensa da Seleção Peruana para disputar a semi e a final da Copa do Brasil com o Internacional.

Os estádios do país que se candidataram para receber a final da Libertadores 2020 são: Beira-Rio e Arena Grêmio, em Porto Alegre; Maracanã, no Rio de Janeiro; Mineirão, em Belo horizonte; Morumbi e Arena Corinthians, em São Paulo. Eles disputam com as cidades argentinas Córdoba e La Plata, e Lima, no Peru.

O documento exige ainda que os estádios que fizeram a proposta façam um acordo com os governos Federais, Estaduais e Municipais. A segurança será de responsabilidade da cidade eleita, mas a Conmebol irá arcar com parte dos custos da partida decisiva.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!