Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Futebol / DRIBLE

Brasileira aplica carretilha desconcertante em jamaicana

Byanca esbanjou habilidade com uma carretilha para cima da adversária em amistoso entre a Seleção Brasileira e a Jamaica

Redação SportBuzz Publicado em 05/06/2024, às 00h58

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Brasil goleia Jamaica em amistoso - CBF
Brasil goleia Jamaica em amistoso - CBF

Tão bonita quanto polêmica, a carretilha (ou seria lambreta?) - sempre chama a atenção. Nessa terça-feira, o drible da atacante Byanca sobre a zagueira Chantelle Swaby, foi um dos muitos pontos altos da goleada do Brasil contra a Jamaica por 4 a 0.  No final do primeiro tempo do amistoso, com o placar ainda em 1 a 0 para a nossa seleção, ela pegou a bola na ponta direira e diante da marcação da adversária fez isso aqui: 

A partida ainda teve outros momentos de destaque. Caneta, golaços coletivos e uma bela cobrança de falta da rainha Marta para fechar o placar. Mas o lance plástico de Byanca foi um dos mais comentados nas redes sociais. A própria atleta, a CBF e o canal Goat, que fez a transmissão, deram destaque para o malabarismo de Byanca. E um detalhe importante: ela fez tudo isso na partida de estreia na Seleção.

BELO E POLÊMICO

Se na partida entre Brasil e Jamaica o drible foi exaltado,  infelizmente não é sempre assim. Por ser um lance que desmoraliza o oponente, costuma não ser bem muito bem recebido pelos jogadores adversários, técnicos e às vezes até pela arbitragem. Neymar, por exemplo, tomou um cartão amarelo depois de aplicar uma carretilha em uma partida contra o Montpellier em 2020.

ORIGEM DA CARRETILHA

A origem do drible é incerta, é muitos dividem a paternidade da carretilha. A versão mais popularizada entre os brasileiros, contada no potal Terceiro Tempo, sobre história do esporte, é de que o primeiro a passar pelo adversário com uma lambreta foi o ex-ponta-direita Kaneco, que jogou no Santos no fial da década de 1960.

A finta tem também muitos nomes. Os espanhóis chamam de arco-íris. Para os franceses é o coup du sombrero, e para os ingleses é o drible do Ardiles, craque argentino que brilhou no Tottenham.

O fato é que independente do nome e de onde foi criado, a carretilha é exclusividade dos jogadores mais habilidosos. Neymar, Vinícius Júnior, Paquetá, Djalminha, Falcão no futsal, e agora da nossa Byanca. Só não gosta quem leva. Fiquem com uma seleção das melhores lambretas do futebol.