Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / EITA!

Botafogo: técnico detona estrutura do CT e aponta nova utilidade

Botafogo conta com o espaço Lonier para realizar as atividades do dia a dia, mas o técnico Luis Castro não está gostando das condições de trabalho

Redação Publicado em 24/06/2022, às 11h20

Treinador do Botafogo, Luis Castro - Vitor Silva/Botafogo/Flickr
Treinador do Botafogo, Luis Castro - Vitor Silva/Botafogo/Flickr

O Botafogo está contando com o espaço Lonier para realizar os seus treinamentos, mas se está bom para alguns, para o técnico Luís Castro não está nada bem. O comandante fez duras críticas ao local, dizendo que piso é duro e acaba expondo os jogadores a maiores chances de desenvolverem problemas físicos.

Para se ter uma ideia de como ele não gosta mesmo do espaço, o técnico chegou a comparar o local a um estacionamento, dizendo que serviria melhor do que campo de treino. "No lado prático, tem um CT com um piso duríssimo que é bom para estacionar carro, mas que temos que treinar lá mas que causa muitos problemas devido à dureza do piso. Não temos um CT com as condições mínimas para o dia a dia", disse.

Canal - SportBuzz

Vale lembrar que antes de ir para o espaço Lonier, o elenco do Botafogo treinava no Campo Anexo do estádio Nilton Santos. Porém, o local precisou passar por algumas reformas, o que fez com que as atividades tivessem que ser transferidas. O clube carioca até chegou a procurar outras alternativas, como o centro de treinamentos do CFZ mas não chegou a um acordo.

Além das questões levantadas por Luís Castro, essa mudança do local de treinos também acabou gerando outros problemas para a equipe, como o distanciamento entre os departamentos do clube. Para se ter uma ideia, o Lonier fica na zona oeste do Rio, distante da estrutura do estádio Nilton Santos. Para o treinador, essas condições geram preocupação quanto ao projeto.

Botafogo tem estrutura do CT criticada pelo treinador
Treinador do Botafogo, Luís Castro no CT do clube (Crédito: Vitor Silva/Botafogo/Flickr)

"Temos uma academia longe de nós e que quero ter mais perto. Tenho consciência que o mercado não vai dar sempre o que teremos. É uma organização e estrutura que queremos mais perto mas andam tão distantes. Não conhecemos os líderes dos departamentos em dois meses porque não temos estrutura. É isso que deve preocupar o projeto. Quero muito atingir tudo o que o Botafogo quer, mas faltam muitas condições práticas para chegar a isso e as pessoas precisam ter consciência disso", disse o comandante.

Chateado

Além disso, ele ainda mostrou estar guardando ressentimentos da torcida depois de ter sido alvo de xingamentos durante a sequência ruim de resultados, que aconteceram antes das vitórias sobre o São Paulo e o Internacional. Depois de triunfar na última rodada do Brasileirão, os torcedores mudaram de postura e foram receber a equipe no aeroporto.

"Torcedores nunca me assustaram. Nem pelo bem nem pelo mal. A chegada (ao aeroporto) foi depois de alguns dias depois de me mandarem tomar no *, o estádio todo. Quer uma situação quer outra, não me esqueço nada. O dia que me mandaram tomar no cu nem a forma como me receberam. Nos faz pensar o futebol e o que representamos para as pessoas", apontou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!