Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / VISH!

Botafogo: Luis Castro desabafa sobre vaias no Brasileirão

Luis Castro e a torcida do Botafogo não estão vivendo um momento de muita alegria entre as partes, principalmente depois da quarta derrota consecutiva no Brasileirão

Redação Publicado em 14/06/2022, às 07h58

Luis Castro e o Botafogo receberam ataques dos torcedores após derrota no Brasileirão - Vitor Silva/ Botafogo
Luis Castro e o Botafogo receberam ataques dos torcedores após derrota no Brasileirão - Vitor Silva/ Botafogo

Luis Castro e o Botafogo engrenaram mais uma derrota no Brasileirão. Nos últimos seis jogos em que esteve em campo pelo Campeonato Brasileiro, o Glorioso empatou um e perdeu cinco, sendo que quatro destas seis partidas são derrotas consecutivas. Na última segunda-feira, 13, na frente dos seus torcedores, o time carioca decepcionou mais uma vez e perdeu para o Avaí

Depois que a bola parou de rolar no estádio Nilton Santos, Luis Castro concedeu entrevista coletiva e abriu o jogo sobre os torcedores. Durante o confronto da última rodada do Brasileirão, a torcida cantou "Olé" para os outros rivais e ainda aproveitou para vaiar muito a equipe. Com a reação furiosa dos botafoguenses, coube ao treinador deixar claro que aprova essa manifestação pelo futebol jogado durante os 90 minutos do confronto diante do Avaí. 

CANAL - SPORTBUZZ

 "Nunca nenhum torcedor fica contente quando o time está numa situação dessas. Vejo com normalidade. Não há nenhum torcedor do Botafogo que esteja contente com a situação que está no momento. É normal o que acontece. Não pode ter ninguém dentro do estádio que goste do resultado, principalmente no segundo tempo. O primeiro tempo o time esteve coesa, compacta e foi bem na frente por dentro e por fora. Acho normal aquilo que acontece (pressão da torcida) - completou o treinador português", afirmou.

Vai para a Libertadores? 

Luis Castro também falou sobre a "ilusão" que se criou em cima do seu início de trabalho no Botafogo. O treinador garantiu que a montagem do elenco ainda é uma prioridade e que os resultados ainda vão chegar. O português destacou que é necessário encontrar um ponto de equilíbrio e comentou que não vai sonhar com uma vaga na Libertadores tão cedo. 

Torcedores do Botafogo em ação
Torcedores do Botafogo em ação durante a partida contra o Avaí no Brasileirão 2022 (Crédito: Vitor Silva/Botafogo)

"Eu acho que todos que analisam futebol com profundidade, as equipes e os jogadores em seu todo, aquilo que conseguimos em determinados momentos não está totalmente de acordo com as valias dessas equipes. Elas conseguem muitas vezes potenciar suas valias através da dimensão psicológica, assim como em alguns momentos do campeonato essa questão põe as equipes pra baixo. Temos que encontrar um ponto de equilíbrio, naturalmente o Botafogo não vai perder sempre, vai chegar o ponto de virada. Estamos num momento em que a equipe está mais desacreditada mentalmente", destacou.

Não vender ilusões é não deixar de fazer análises profundas só pelos resultados. Tenho convicção que a equipe vai continuar na Série A, mas vender a ilusão de que se pode ser campeão, chegar à Libertadores, eu prefiro não vender. Nesse momento lutamos para ficar na Série A", explicou.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!