Sportbuzz
Testeira
Futebol / NOVO INVESTIMENTO

Botafogo: John Textor se torna acionista majoritário de clube belga

Acionista do Botafogo, empresário John Textor compra 80% das ações de clube da segunda divisão do Campeonato Belga, fundado em 2014; confira

Redação Publicado em 12/01/2022, às 16h22

Botafogo: John Textor se torna acionista majoritário de clube belga - Vítor Silva/Botafogo/Flickr
Botafogo: John Textor se torna acionista majoritário de clube belga - Vítor Silva/Botafogo/Flickr

Após o acordo assinado pela aquisição de 90% das ações da SAF (Sociedade Anônima de Futebol) do Botafogo, o empresário John Textor investiu em mais um time nesta semana. Nesta quarta-feira, 12, o RWD Molenbeek, que disputa a segunda divisão da Bélgica, anunciou a venda do clube para o norte-americano.

O clube não divulgou os detalhes da negociação, mas a imprensa local aponta que Textor comprou 80% do RWDM. O time belga é o atual terceiro colocado da competição nacional, fora da zona de acesso para a primeira divisão. O empresário também é dono de parte das ações do Crystal Palace, time da Premier League (elite do Campeonato Inglês).

Canal - SportBuzz:

O modesto RWD Molenbeek foi fundado apenas em 2014, como substituto do extinto Racing White Daring Molenbeek, campeão nacional em 1975. “Graças a este investimento, o RWDM poderá continuar se profissionalizando e conseguir realizar suas ambições futuras. A chegada de John Textor ao capital social do clube ajudará a desenvolver a equipe, a infraestrutura do clube e as categorias de base”, diz a nota do clube.

John Textor, acionista do Botafogo (Crédito: Vítor Silva/Botafogo/Flickr)

 

John Textor abre o jogo sobre investimentos no Botafogo

Nesta terça-feira, 11, John Textor concedeu entrevista para a "Botafogo TV" e abriu o jogo sobre os seus investimentos no clube. O empresário está próximo de ter 90% da SAF do Glorioso e se tornar o homem forte dentro da equipe carioca. O americano se mostrou disposto para ajudar o Botafogo e demonstrou grande vontade de alcançar o sucesso na equipe alvinegra.

“Como já disse para um montão de pessoas... Não sei. Eu sou cara de tecnologia. Fui um atleta ruim como quase todo mundo. Eu sou motivado pela minha família, pelo meu trabalho, e sou motivado pelas grandes mudanças pelas quais o mundo passa constantemente e pelo jeito como nós, aqui, não apenas lidamos com estas mudanças, mas tornamos as coisas melhores”, começou.

“Já trabalhei muito tempo, tive muitos tipos de trabalho. Só tenho 56 anos, mas em termos de carreira me sinto muito mais maduro. Estou chegando em um ponto na minha vida no qual tenho metas diferentes com relação ao que faço com meu trabalho. Tenho enfrentado muitos desafios para alinhar os objetivos do povo no caso do meu país, com o capitalismo ou com o mercado em outros lugares. E estes são os projetos que mais me inspiram”, acrescentou. 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!