Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EITA!

Boselli desabafa e diz que errou ao escolher o Corinthians e revela dívida: "Ainda me devem um montão de dinheiro"

Atacante deixou a equipe Alvinegra em um momento em que não estava rendendo conforme o esperado

Redação Publicado em 01/04/2021, às 09h23

Boselli, ex-jogador do Corinthians
Boselli, ex-jogador do Corinthians - GettyImages

Após cair no gosto da torcida do Corinthians e ser decisivo em partidas importante, Mauro Boselli caiu de rendimento e também sofreu com lesões e acabou deixando o Alvinegro. Apesar dos momentos bons vividos no clube, o atacante tem críticas a fazer.

Uma semana depois da divulgação do balanço financeiro do Corinthians, que contabiliza uma dívida de quase 1 bilhão de reais, o ex-jogador do Timão reforçou o quão delicada se tornou a situação econômica Alvinegra.

"O Corinthians ainda me deve um montão de dinheiro. Estamos vendo uma forma de poder saldar essa dívida", contou o jogador em entrevista ao site "90min". 

De acordo com o documento publicado na última sexta-feira, 26, 121 milhões dos 949 milhões de reais da dívida acumulada são referentes a débitos com atletas e empresários. O zagueiro Gil, por exemplo, tem mais de 11 milhões de reais para receber do clube.

No caso de Boselli, o jogador não contou qual o montante que deve receber do clube, mas desde que deixou a equipe, no fim do ano passado, ele mantém contato com o presidente DuílioMonteiroAlves para tentar encontrar uma solução para o pagamento.

O atacante chegou o Corinthians por 6,3 milhões de reais no início de 2019, depois de defender o time Alvinegro por duas temporadas e marcou 17 gols em 72 jogos.

Esses números nem se comparam aos de sua trajetória pelo León, do México, onde anotou 130 vezes em 221 partidas.

"Se comparar com minha passagem pelo México, [o período no Corinthians] não chega perto do que fiz por lá", contou Boselli.

O jogador analisou este momento e disse considerar um erro ter optado pela equipe corintiana ao vir para o Brasil.

"Meu empresário tinha duas propostas do futebol brasileiro. Uma delas era do Corinthians. Quando se diz a um argentino que River ou Boca quer te contratar, por mais que outra equipe também queira, vai escutar a proposta de River ou Boca. É o mesmo caso no Brasil. Quando te ligam de Corinthians ou Flamengo, o resto dos times passa para um segundo plano", explicou o atacante.

"Errei ao escolher o Corinthians. Eu não me encaixava no estilo de jogo do time. Ainda me devem um montão de dinheiro. Estamos vendo uma forma de saldar essa dívida", continuou.

"Me foquei muito no que era o Corinthians como instituição. A qualquer jogador brasileiro que perguntar em qual equipe quer jogar, vai responder Corinthians ou Flamengo. Eu senti isso na hora de tomar a decisão e, talvez, me equivoquei um pouco. Nesse momento, não olhei que forma de jogar tinha a equipe. Ou que estilo combinava melhor com meu futebol. Errei na hora de escolher o clube. Se você me perguntar hoje, eu tomaria a mesma decisão, porque o Corinthians é magnífico. Não somente em relação à estrutura, que é espetacular, mas também à torcida e tudo que move o Corinthians. Meu erro foi na escolha. Eu não me encaixava no estilo de jogo do time. Isso dificultou as coisas para mim", completou.

O jogador conta que algo que o incomodou depois da saída do Corinthians foi a exposição da conversa derradeira com DuílioMonteiroAlves, em que o presidente lhe comunicava que seu contrato não seria renovado, na série de documentário "Acesso Total", produzida pelo "SporTV", com o aval do clube.

"Obviamente, eu não fui consultado. Ninguém me disse: 'Olha, vamos mostrar esse episódio da demissão'. Eu também não esperava que fossem mostrar isso. Mas foi uma formalidade, mais para as câmeras do que pra outra coisa. Eu já sabia, dois ou três meses antes, que não seguiria no Corinthians, quando deixei de ser convocado para as partidas", explicou.

"Me doeu depois. Me dá um pouco de tristeza pela forma como expuseram na televisão. Mas é parte do que é o Corinthians e do que precisam vender para fora do clube. Realmente, não dei muita bola pra isso. Preferia que a reunião não tivesse se tornado pública. Não há por que saírem essas coisas. Mas dou a importância que merece. A decisão já estava tomada há muito tempo", disse antes de finalizar.

"Ao final, foi bom para mim [ter saído do Corinthians]. Hoje o tempo me deu razão. Estou numa equipe em que me sinto cômodo e desfrutando do futebol", finalizou.


 
 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!