Sportbuzz
Testeira
Futebol / CHAMPIONS LEAGUE!

Com golaço de falta e sofrimento de Jorge Jesus, Bayern de Munique goleia Benfica na Champions League

Jorge Jesus estava elétrico no banco de reservas, mas o Benfica não conseguiu segurar o Bayern de Munique na Champions

Redação Publicado em 20/10/2021, às 16h23 - Atualizado às 17h54

Bayern de Munique venceu o Benfica pela Champions League - GettyImages
Bayern de Munique venceu o Benfica pela Champions League - GettyImages

O Bayern de Munique tentou de cabeça, de fora da área, de dentro da área, mas foi numa cobrança de falta magnífica que conquistou a vitória diante do Benfica na Champions League. Sané bateu com categoria e salvou os bávaros, que sofreram com o esquema montado por Jorge Jesus e também com o goleiro Odysseas. Mesmo assim, no final do jogo, furaram o bloqueio e venceram por 4 a 0. 

 

Odysseas foi o nome da partida, o goleiro do Benfica fez grandes defesas e conseguiu segurar o placar de 0 a 0 até os 30 minutos do segundo tempo. Depois disso, Sané bateu falta com categoria e abriu o placar, em seguida foi a vez de Everton Cebolinha marcar contra e Lewandowsk colocarem um ponto final na partida. 

COMO FOI O PRIMEIRO TEMPO?

Benfica e Bayern de Munique fizeram um primeiro agitado e também de algumas boas chances de gols para os dois lados. Como já era de se esperar, os alemães tiveram mais a posse de bola, volume de jogo, porém acabaram parando em grandes defesas de Odysseas. Enquanto isso, os donos da casa se fecharam na defesa e tentaram buscar oportunidades em contra-ataques. 

Logo nos primeiro cinco minutos de jogo, Leroy Sané recebeu a bola na esquerda e partiu para cima da marcação. O camisa 10 invadiu a área, deixou alguns adversários para trás e arriscou um chute cruzado. A bola passou triscando a trave de Odysseas e saiu pela linha de fundo para alívio dos torcedores portugueses. 

Aos oito minutos de partida, foi a vez de Lewandowski ter a sua chance de abrir o placar. Coman fez grande jogada pela esquerda e descolou um cruzamento na cabeça do camisa 9. O polonês subiu sozinho na área e obrigou Odysseas a fazer uma grande defesa. 

Em resposta, o Benfica tentou sair em velocidade com Rafa Silva. O atacante português fez grande jogada individual pela direita e cruzou rasteiro para dentro da área. Yaremchuk chegou na frente dos zagueiros bávaros e conseguiu dar um leve toque, porém não foi suficiente para surpreender Neuer. 

O Bayern de Munique voltou a assustar o Benfica com Coman. Fazendo outra grande jogada individual, o atacante cortou para o meio e arriscou uma bomba de fora da área. Odysseas estava atento novamente para fazer uma defesa espeetacular e manter o 0 a 0 no placar. 

Numa rara chegada do Benfica, Darwin Nuñez teve talvez a melhor oportunidade do jogo. O atacante foi lançado em velocidade, cortou o defensor e bateu firme. Neuer, que havia sido pouco acionado na partida, estava atento para defender a bomba do atacante. 

Aos 42 minutos, o Bayern de Munique abriu o placar com Lewandowski. Coman recebeu na área pela direita e cruzou da linha de fundo para Lewandowski se antecipar à marcação e tocar para o gol na pequena área, mas a bola é tocada com o braço esquerdo e o tento dos bávaros foi anulado. 0 a 0. 

E O SEGUNDO TEMPO? 

O Bayern de Munique foi para cima do Benfica. A equipe de Jorge Jesus teve de lidar com uma forte pressão dos alemães, que atacaram com Müller, Sané, Lewandowski e tiveram dificuldades para vencer o goleiro Odysseas. O arqueiro do time português fez grandes milagres e deu trabalho para os atacantes bávaros. 

No primeiro minuto, Coman fez jogada na esquerda e cruzou para Pavard bater cruzado. Odysseas defendeu com o pé direito, e a bola bateu na trave direita do Benfica. O Bayern manteve a bola rondando a área do Benfica, até a defesa do Benfica conseguir aliviar o perigo

Aos três minutos, Müller foi lançado por Süle e bateu de primeira, de pé esquerdo, novamente na trave direita do Benfica. Na sequência, o Bayern de Munique criou outro lance de perigo e chegou a balançar as redes, porém o VAR entrou em ação e anulou o lance. 

Na oportunidade, Coman deu um elástico em Diogo Gonçaves na área, pela esquerda, e rolou para Sané chutar de primeira. Odysseas defendeu, e Müller marcou no rebote. A posição de Coman no início da jogada foi checada pelo VAR e o gol acabou sendo anulado. 

Em resposta, o Benfica chegou com Diogo Gonçalvez. O lateral foi  lançado em contra-ataque pela direita, driblou Lucas Hernández na entrada da área e chutou cruzado de pé esquerdo, mas Neuer voou no canto direito e espalmou para escanteio.

O Benfica seguiu em cima e quase abriu o placar. Yaremchuk recebeu pela direita no meio do campo, avançou em velocidade, com Upamecano na marcação, ganhou no corpo, entrou na área e chutou cruzado, mas a bola passou rente à trave direita. 

No melhor momento do Benfica na partida, o Bayern de Munique mostrou sua força e conquistou o seu primeiro gol. Se a bola não estava entrando em grande jogadas, coube a Leroy Sané cobrar uma falta com toda categoria e bateu firme para fazer 1 a 0 e manter os bávaros 100% na Champions League.

Na sequência, Gnabry foi lançado livre na área pela direita, cruzou para trás, e Everton Cebolinha cabeceou para o próprio gol ao tentar o corte. 2 a 0. O terceiro gol veio em seguida. Lewandowski aproveitou o passe de Sané e colocou a bola para o fundo das redes. 3 a 0. 

No final, Sané ainda conseguiu dar números finais para o jogo. Com o Benfica completamente perdido em campo, o camisa 10 recebeu o cruzamento da direita e chutou de primeira para fazer 4 a 0 e dar números finais para o jogo. 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!