Sportbuzz
Testeira
Futebol / VISH!

E agora, Barcelona? Pjanic detona Ronald Koeman

Pjanic foi outro que deixou o Barcelona e detonou Koeman

Redação Publicado em 03/09/2021, às 18h53 - Atualizado às 19h09

Pjanic criticou Ronald Koeman, atual treinador do Barcelona - GettyImages
Pjanic criticou Ronald Koeman, atual treinador do Barcelona - GettyImages

Pjanic foi um dos jogadores que acabaram sendo negociados pelo Barcelona na última janela de transferências. O volante, que chegou ao clube na última temporada e teve poucas chances no time, acabou sendo emprestado para o Besiktas, da Turquia, e também deixou claro que não teve uma relação muito feliz com Ronald Koeman. 

Em entrevista para o "Marca", Pjanic não poupou palavras para criticar o seu ex-treinador. Contratado com grande expectativa no início da última temporada, o meio-campista acabou não conseguindo se firmar no clube catalão e não conseguiu conquistar a confiança de Koeman e também dos torcedores do Barcelona. 

Mesmo que não tenha tido uma passagem de sucesso na Catalunha, Pjanic deixou claro que o treinador do Barça tem sua culpa nisso. O jogador contou que foi desrespeitado pelo holandês e pediu mais respeito. Além disso, o atleta contou que foi tratado como se fosse um jogador de 15 anos de idade e isso não o deixou feliz. 

"Koeman me desrespeitou. Ele nunca falava comigo. Eu sou um jogador que aceita tudo, mas tudo tem de ser explicado para mim, e não ser tratado como se tivesse 15 anos de idade. Eu aceitei reduzir meu salário e ir para o Besiktas porque eu amo jogar futebol", afirmou. 

PJANIC NÃO FOI O ÚNICO QUE RECLAMOU...

Negociado pelo Barcelona um mês após sua contratação, o lateral-direito Emerson Royal falou pela primeira vez desde a transferência para o Tottenham. O jogador foi apresentado pelo clube inglês na última terça-feira, 31.

O brasileiro criticou a maneira como foi negociado pelo clube catalão e afirmou que “estava seguro” de que não seria vendido. Para ele, a transferência poderia ter sido de outra forma.

“Quando cheguei estava seguro de que o Barcelona não queria me vender, mas vendo o que aconteceu, tenho certeza de que quando me contrataram já tinham em mente a ideia de venda”, declarou ao jornal espanhol “Marca”.

 

“Usado não é a palavra, mas me doeu a forma. Poderia ter sido de outra maneira. Há formas melhores de resolver as coisas”, completou.

De acordo com a imprensa da Inglaterra, os Spurs pagaram ao Barcelona cerca de 30 milhões de euros pelo jogador. Em junho deste ano, o clube catalão desembolsou nove milhões de euros (R$ 57 milhões) para tirar o lateral do Betis e tê-lo em definitivo.

“Eu estava no Betis e tinha claro que ao final da temporada iria para o Barcelona. Assim estava estipulado no meu contrato. Escutava notícias de que outros clubes da Espanha e do exterior estavam interessados, mas sabia que por contrato iria ao Barça”, desabafou o lateral da Seleção Brasileira.

Em 2019, quando estava no Atlético-MG, Emerson foi contratado em uma ação conjunta entre os clubes espanhóis, por cerca de 12 milhões de euros, por cinco temporadas. O vínculo previa que ele cumprisse dois anos no time de Sevilha, e o restante na Catalunha.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!