Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / EITA!

Atlético-MG: Hulk foge de punição severa no Brasileirão e desabafa

Hulk não vai desfalcar o Atlético-MG no Brasileirão e deu detalhes do lance que quase complicou a vida do Galo na temporada; confira!

Redação Publicado em 18/05/2022, às 13h33

Hulk se safou de punição severa e pode jogar pelo Atlético-MG no Brasileirão - GettyImages
Hulk se safou de punição severa e pode jogar pelo Atlético-MG no Brasileirão - GettyImages

Hulk quase desfalcou o Atlético-MG no Brasileirão durante um período de quatro a 12 jogos. Nesta quarta-feira, 18, ele foi julgado pelo STJD após ter sido denunciado no artigo 254-A. Devido a isso, o atleta foi a julgamento por supostamente praticar uma agressão física durante um confronto contra o Coritiba. 

Na oportunidade, Hulk disputou a bola com Willian Farias, que o bloqueou, mas o atacante do Atlético-MG continuou o lance e acertou o rival. Devido a isso, o árbitro do confronto colocou na súmula do jogo que o jogador deu "uma entrada contra um adversário de maneira temerária na disputa da bola". A denúncia foi o suficiente para que o atleta fosse aos tribunais do STJD. 

CANAL - SPORTBUZZ:

Mas depois deste susto, nesta quarta-feira, 18, a defesa de Hulk utilizou da "ficha limpa" do jogador para garantir que ele não fosse punido. O STJD aceitou as justificativas do atleta e também de sua defesa. O atacante do Atlético-MG garantiu que sempre disputa a bola com intensidade, mas que não é desleal com nenhum adversário. Com unanimidade, o atleta fugiu da possível severa punição. 

Nunca vou deixar de disputar uma bola, mas não sou desleal. Não tive intenção nenhuma de agredir. Quando a minha caneleira atingiu ele, ele caiu depois, não foi imediato", explicou. 
Hulk em ação
Hulk em ação durante o confronto entre Atlético-MG e Coritiba no Brasileirão (Crédito: GettyImages)

"Para mim, um lance normal de disputa de bola. Quando tento tomar a bola do adversário, é um chute sem intensidade. Sou um atleta competitivo, disputo todas as bolas, mas nunca fui desleal. São quase 16 anos de carreira e nunca fui expulso por jogada desleal. Eu conversei com o jogador do Coritiba, ele só caiu depois do chute. Na hora que disputo a bola, a bola estava posicionada entre as pernas dele, eu tentei alcançar", finalizou o jogador do Atlético-MG durante o seu depoimento para o STJD .


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!