Sportbuzz
Testeira
Futebol / FICARAM BRAVOS!

Atlético-MG divulga nota oficial e faz lista de exigências sobre arbitragem; entenda!

Uma delas é que nenhum árbitro carioca seja escalado em jogos do Atlético-MG

Redação Publicado em 18/10/2021, às 16h30

Atlético-MG segue revoltado com a arbitragem - GettyImages
Atlético-MG segue revoltado com a arbitragem - GettyImages

Mesmo após as declarações do dirigente Rodrigo Caetano, o Atlético-MG decidiu divulgar uma nota oficial para detonar os critérios adotados pela arbitragem brasileira nesta temporada. Com um longo comunicado, o clube afirmou que vai até a CBF para protestar.

Vale destacar que a revolta do Galo teve início no jogo contra o Atlético-GO. Ainda no primeiro tempo, o árbitro Raphael Claus foi ao monitor do VAR por conta de um toque na mão dentro da área e decidiu não marcar uma penalidade para o time mineiro.

 

Assim, o Atlético-MG se revoltou com a decisão tomada pelo juiz. Logo após o jogo, o dirigente Rodrigo Caetano realizou um pronunciamento e disparou críticas contra a arbitragem do futebol brasileiro. Agora, o clube voltou a citar o episódio nas redes sociais.

O Atlético informa que vai protocolar, hoje, reclamação na Ouvidoria da CBF, nos seguintes termos: 1. Cobrar para que sejam adotados os mesmos critérios da arbitragem em relação a lances praticamente idênticos”, iniciou o Atlético-MG.

Cobrar para que o Galo tenha acesso aos áudios do VAR, relativamente aos lances de pênaltis não marcados nas partidas Atlético-GO x Atlético; e Atletico x Santos; 3. Protestar contra o árbitro Raphael Claus pela absoluta falta de critério, padrão e transparência nas decisões que tem tomado, em lances equivalentes”, completou a nota oficial do Galo.

Além das reclamações sobre os lances do passado, o Atlético-MG se mostrou bastante preocupado com os próximos jogos. Ainda na nota oficial, o clube confirmou que vai solicitar a retirada de qualquer árbitro carioca das partidas da equipe.

Apelar para o bom senso, solicitando à CBF que não escale nenhum árbitro do RJ (nem mesmo auxiliar do VAR) em jogos do Atlético, tampouco representantes de MG, em jogos do Flamengo. Registre-se que, dos últimos 16 jogos do Galo, 12 tiveram representantes da federação carioca nas funções de VAR, AVAR ou Observador do VAR”, encerrou o Atlético-MG.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!