Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » ENCERROU!

Atlético-MG cita "calamidade pública" e pede suspensão de acordo trabalhista com lateral; entenda!

Jogador e clube fizeram um acordo na Justiça do Trabalho no valor de R$ 5 milhões

Izabella Macedo Publicado em 14/07/2020, às 17h26

Atlético-MG cita "calamidade pública" e pede suspensão de acordo trabalhista com lateral
Atlético-MG cita "calamidade pública" e pede suspensão de acordo trabalhista com lateral - Bruno Cantini / Atlético / Fotos Públicas

O Atlético-MG alinhou um dos principais acordos com um autor de ação trabalhista em 2018, juntamente com o ex-lateral Emerson Conceição. Na época, eram R$ 5 milhões a serem pagos por parcelas em dois períodos e que se encerra em dezembro de 2021.

No entanto, de acordo com o site Globo Esporte, recentemente o Galo atrasou as parcelas de abril a junho de 2020 e teve os respectivos valores bloqueados na Justiça. Agora, o clube pediu pela suspensão dos pagamentos até que o "estado de calamidade pública" criado pela Covid-19 acabe.

O acordo de R$ 5 milhões formalizado entre Atlético-MG e Emerson Conceição foi realizado da seguinte forma:

Nove parcelas de R$ 50 mil, cada, que serão pagas mensalmente de 20 de maio de 2018 a 20 de janeiro de 2019. Esta primeira parte foi cumprida integralmente pelo clube.

Outras 35 parcelas de R$ 130 mil, cada, vencidas de 20 de fevereiro de 2019 a 20 de dezembro de 2021. A segunda já havia sido objeto de reclamação de Emerson na Justiça em 2019, quando o Galo teve R$ 78 mil de multa bloqueados.

Dos R$ 5 milhões acordados, o Atlético quitou pouco quase 50%; restam 18 parcelas de R$ 130 mil, além dos R$ 344 mil bloqueados - R$ 2.7 milhões em aberto.

Justamente por atrasar o pagamento das parcelas de abril, maio e junho e não quitar os R$ 130 mil de maio e junho (todas as parcelas vencem nos dias 20), o lateral-esquerdo conseguiu através de uma decisão na Justiça, onde R$ 334 mil em contas bancárias do clube seriam alvo de bloqueio.

Nesta terça-feira, 14, o Galo se manifestou na ação, alegando as dificuldades financeiras trazida pela paralisação dos jogos, ocasionada pela pandemia do novo coronavírus. 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!