Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Athletico-PR: Carille acredita em vaga, mas fala em 'vergonha na cara'

Athletico-PR foi goleado pelo The Strongest, da Bolívia, por 5 a 0 nesta terça-feira, 3, pela Libertadores e Carille avaliou o desempenho da equipe em campo

Redação Publicado em 04/05/2022, às 08h23

Athletico-PR é cobrado por Carille após goleada - GettyImages
Athletico-PR é cobrado por Carille após goleada - GettyImages

O Athletico-PR teve uma noite amarga nesta terça-feira, 3, quando foi goleado pelo The Strongest por 5 a 0 na Libertadores. O técnico Fábio Carille pediu "vergonha na cara" em entrevista coletiva, mas também disse acreditar firmemente na classificação da equipe caso vença os dois jogos restantes em casa pela competição continental.

O problema é que com esse resultado, o Athletico-PR caiu para a lanterna do Grupo B, com somente quatro pontos somados até aqui. O atual líder é o Libertad, com sete, enquanto The Strongest e Caracas possuem cinco cada. Dessa forma, o time Rubro-Negro depende apenas de si mesmo para chegar nas oitavas de final.

Canal - SportBuzz

Para isso, é necessário vencer o Libertad e o Caracas nas próximas rodadas. A vantagem nesse caso a favor do Athletico-PR é que ambos os jogos vão acontecer na Arena da Baixada, contando com o apoio da torcida. "Está embolado, mas muito em aberto. Se a gente fizer o dever de casa, classificamos. É ter vergonha na cara e fazer nosso melhor", avaliou Carille.

O confronto

O Athletico-PR até conseguiu começar o jogo dando perigo ao adversário, principalmente com as chegadas de Vitinho. Ele foi o responsável por mandar dois chutes de fora da área perto da trave e depois ainda obrigou Viscarra a fazer uma boa defesa, já dentro da área. De cabeça, Lucas Halter também acertou o travessão depois do escanteio da direita.

Athletico-PR em campo na partida contra o The Strongest na Libertadores
Athletico-PR em campo na partida contra o The Strongest na Libertadores (Crédito: GettyImages)

 

Enquanto isso, o The Strongest ia explorando o lado esquerdo ofensivo, apostando nos cruzamentos vindos de Esparza e Saucedo. Jusino mandou uma bola de cabeça que pegou no travessão, e no rebote, Prost subiu sozinho, não perdoou e abriu o placar. Em desvantagem, o Furacão praticamente aceitou a derrota e ficou passivo dentro das quatro linhas.

Conseguindo se portar mais à vontade, o time boliviano não precisava forçar, e conseguiu chegar com facilidade ao ataque. Em uma jogada aérea, a equipe marcou mais três gols. Saucedo cobrou a falta da direita, Triverio desviou e Prost escorou. No fim disso, Cascini mandou de cabeça no canto direito de Bento, e Erick decretou a noite ruim dos brasileiros ao marcar contra.

"Até a hora de levar primeiro gol, a gente teve mais chances e não fizemos. Não tivemos paciência de rodar a bola. Passa também por ser um time jovem, que quer buscar e não sabe o que fazer", avaliou Carille, que sabe que os próximos compromisso da equipe nas demais competições podem ser decisivo para ditar o ritmo na Libertadores.


 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!