Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram Sportbuzz
Futebol » DECISÃO

Athletico Paranaense vence primeira partida e dá um passo à frente na final da Copa do Brasil

A próxima partida acontecerá na quarta-feira, 18, no Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre

SportBuzz Digital Publicado em 11/09/2019, às 21h20

Primeira partida da final
Primeira partida da final - Divulgação-Athletico Paranaense

O Athletico Paranaense saiu na frente na decisão da Copa do Brasil 2019! Após a vitória por 1 a 0 contra o Internacional, com gol de Bruno Guimarães, os donos da casa deixaram a Arena da Baixada em êxtase com o resultado positivo. 

Cerca de uma hora antes do jogo, a Arena da Baixada já estava completamente tomada pelos torcedores do furacão, que esquentaram suas vozes até o instante em que os craques entraram em campo.

O técnico do Athletico escalou Santos, Khellven, Robson Bambu, Leo Pereira, Márcio Azevedo, Welligton, Bruno Guimarães e Léo Cittadini, Nikão, Ronny e Marco Rúben.

Já o Inter entrou em campo com Marcelo Lomba, Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta, Uendel, Rodrigo Lindoso, Edenílson e Patrick; D'Alessandro, Nico Lopez e Paolo Guerrero. 

Comandada por Raphael Claus, a partida marcou os 90 minutos iniciais da grande final da Copa do Brasil 2019. Além do troféu, o campeão garante R$ 52 milhões, e o vice, R$ 21 milhões. Sem falar na vaga para a Libertadores de 2020. 

O Athletico PR teve que passar por Fortaleza, Flamengo e Grêmio para chegar à decisão da Copa do Brasil. O Furacão soma duas vitórias, três empates e uma derrota no torneio. Já o Inter superou Paysandu, Palmeiras e Cruzeiro. O Colorado tem cinco vitórias e apenas uma derrota.

O JOGO 

Primeiro Tempo
Na primeira etapa do confronto, as equipes foram totalmente cuidadosas. Priorizando uma espécie de análise dos adversários, os donos da casa se mostraram um pouco mais ousados, enquanto os visitantes optaram por jogar em cima dos erros dos paranaenses. Jogando por um contra-ataque, o Inter teve algumas chances de abrir o placar, porém, nada comparado às sequências de ataques e oportunidades do Athletico. 

Aos 21 minutos Nico Lopez tabelou dentro da área de Santos, mas finalizou com pouca força. A resposta não demorou muito e, de fora da área, Léo Cittadini arriscou de longe e levou perigo para o gol de Lomba. 

Na reta final, os times demonstraram lances de busca pelo resultado, porém, os goleiros seguiram atuando com muita segurança. No últimos minutos, o clima ficou um pouco pesado após um choque entre Cuesta e Ruben. Após um lançamento na área, o atacante do furacão acertou o zagueiro do colorado gaúcho, que teve um corte no rosto. 

Com quatro minutos de acréscimos, o primeiro tempo do jogo terminou em 0x0. 

Segundo Tempo
Sem alterações, as equipes voltaram para os 45 minutos finais da partida. Um pouco mais ousado, o Internacional teve mais chances de gols nos primeiros 10 minutos, porém, Santos e a defesa dos donos da casa mostraram o quanto estavam ligados. 

A primeira substituição foi feita por Tiago Nunes, que optou pela troca de Léo Cittadini por Thonny Anderson.

Aos 12  minutos, o Athletico abriu o placar com Bruno Guimarães, com um belo chute de fora da área, sem chances para Lomba. 

Próximo dos 20 minutos, Odair Hellmann trocou Nico Lopez por Wellington Silva, buscando um pouco mais de velocidade nas jogadas de contra-ataques. A fim de responder a opção tática do treinador do clube gaúcho, o atacante Marco Ruben deixou o campo para a entrada de Marcelo Cirino, visando também a velocidade do setor ofensivo. 

Depois do gol, o Athletico passou a tomar conta do jogo, aos 27 minutos quase os donos da casa ampliaram o placar. Porém, Marcelo Lomba fez uma defesa magistral, impedindo o segundo gol. Neste instante, Odair trocou Edenílson por Nonato, mostrando que estava a fim de buscar o empate na reta final da segunda etapa. 

Pensando em garantir o resultado, Nunes fez sua segunda substituição, o volante Lucho González entrou em campo aos 35 minutos no lugar do atacante Rony.  Com a mudança, os donos de casa recompuseram o meio campo e 'fecharam a casinha' para evitar riscos com as jogadas rápidas dos visitantes. 

Seguindo a linha de raciocínio, Rafael Sóbis entrou no lugar de D'Alessandro, na segunda troca do Inter, configurando três homens à frente e buscando ser mais decisivo nas oportunidades, mas, perdendo um homem de criação, os gaúchos queriam mudar o resultado de qualquer jeito. 

Com um final um pouco mais morno, os quatro minutos finais de acréscimos foram bem administrados pelo clube paranaense. Garantindo o resultado positivo na grande final. 

90 MINUTOS FINAIS:

Na próxima quarta-feira, 18, às 21h30, os clubes se enfrentarão na partida de volta da decisão. A partida acontecerá no Estádio do Beira-Rio, em Porto Alegre. 

Buscando reverter o resultado, o Athletico poderá jogar por um empate e terá a vantagem de um gol, tendo em vista a possibilidade de penalidades em diversos resultados, afinal, não existe a regra do 'gol fora', deixando o placar sempre em seu resultado único.