Sportbuzz
Testeira
Futebol / EITA!

Árbitro anota em súmula xingamentos de treinador do Sport: "La p... madre"

Gustavo Florentín foi expulso de campo na partida entre Sport e Atlético-GO por reclamação, e segundo o árbitro, o xingou antes de deixar a área técnica

Redação Publicado em 01/11/2021, às 12h12

Gustavo Florentín, novo treinador do Sport - GettyImages
Gustavo Florentín, novo treinador do Sport - GettyImages

Depois de ter sido expulso por reclamação, e assistir ao restante do confronto entre Sport e Atlético-GO direto da arquibancada, junto com a torcida, o técnico Gustavo Florentín não só terá que lidar com a suspensão na próxima partida, como também pode acabar sendo denunciado por xingar o árbitro assistente. 

Acontece que na súmula da partida, Luiz Flávio de Oliveira registrou que o motivo da expulsão de Florentín teria sido ofensas ditas pelo próprio treinador contra o árbitro assistente Alex Ang Ribeiro. Depois de ter recebido o cartão vermelho de forma direta, o técnico ainda teria ofendido o próprio árbitro, tendo que ser contido por outros integrante da comissão técnica.

"Expulsei aos 6 minutos do segundo tempo de jogo, com a aplicação do cartão vermelho direto, o técnico da equipe do Sport Club do Recife, o sr Gustavo Atilano F. Morinigo, por reclamar de forma ostensiva das decisões da equipe de arbitragem, dizendo as seguintes palavras em direção ao árbitro assistente 1, sr. Alex Ang Ribeiro, 'la puta madre, la puta madre', sendo que, após ser apresentado o cartão vermelho, invadiu o campo de jogo, dizendo as seguintes palavras a mim 'filho de put*, filho de put*', tendo que ser contido por membros de sua comissão técnica para deixar o campo de jogo", escreveu o árbitro na súmula.

Por conta dessas palavras, Florentín pode ser denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva", com pena de suspensão de um a seis jogos. Como já vai ficar de fora da próxima partida, no sábado, 6, contra o Fluminense, no Maracanã, o prejuízo pode ficar maior.

Em entrevista coletiva depois da partida, o comandante do Sport negou ter xingado o árbitro assistente e disse que a sua expulsão foi injusta. Porém, ele reconheceu que depois de receber o cartão amarelo, reclamou de forma dura contra o árbitro Luiz Flávio de Oliveira.

"O árbitro me expulsou injustamente. Disse apenas que o lateral era nosso. Depois sim, disse algumas coisas, mas em momento algum faltei com respeito ao árbitro antes a expulsão", disse o treinador.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!