Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » LIBERTADORES!

Após vencer a Libertadores pelo Palmeiras, Abel Ferreira faz forte desabafo: "Sou pior irmão, pior pai, pior marido"

Treinador do Verdão revelou grande saudade e tristeza por estar longe de sua família

Redação Publicado em 31/01/2021, às 09h05 - Atualizado às 09h55

Abel Ferreira em ação pelo Palmeiras
Abel Ferreira em ação pelo Palmeiras - GettyImages

Abel Ferreira chegou ao Palmeirasna metade da temporada, organizou o time e o tornou campeão da Libertadores da América. Mas para que isso fosse possível, o treinador do Verdão teve de abdicar de sua família para realizar um sonho profissional. 

 

Em entrevista coletiva, depois do apito final, o treinador deu detalhes do sentimento sofrido por ele durante todo esse tempo. Longe de todos os familiares, que estão em Portugal, Abel acabou tendo de ficar distante deles para alcançar seus objetivos e não foi fácil para o técnico. 

"Ninguém ganha sozinho no futebol. Ninguém ganha sozinho. Os jogadores falam comigo, falam com psicólogos, falam com pessoal da cozinha. Era a minha família, vivi lá. Sou muito melhor treinador, mas sou pior tio, pior irmão, pior pai, pior marido, pois deixei minha família lá", disse.

Ele ainda seguiu: "Vocês não sabem o quanto chorei sozinho de saudade. Chorei muito e saí do campo para ninguém ver o quanto estava chorando. Adoro minhas filhas e esposa e atravessei o Atlântico antes de uma coisa acontecer". 

Toda essa distância de sua família, se deve pela pandemia do novo coronavírus. Sem poder viajar e também visitar seus familiares, o português teve de permanecer no Brasil todo esse tempo e focou exclusivamente na melhora técnica e tática de seus jogadores. 

Abel Ferreira também fez um longo discurso de agradecimento na coletiva e fez questão de lembrar de todos que ajudaram em sua adaptação ao Brasil. 

 "Sinceramente, a palavra que passa na cabeça é obrigado. Primeiro lugar é agradecer a todos que treinei e de forma especial e carinhosa aos jogadores do Palmeiras. Não há bons treinadores sem bons jogadores. Quero dizer também que essa caminhada foi o mister Vanderlei Luxemburgo e ele tem um trabalho feito nessa competição. Peguei e o Palmeiras estava em todas as competições. De forma muito sentido, a estrutura do Palmeiras me contratou, não tinha títulos no profissional. Mas há coisas que valem mais do que título. Minha maior alegria foi ver meus jogadores felizes, todo mundo feliz, saber que todos vão receber um salário extra. Saber que nos apoiaram no CT também estão felizes. Não poderia de deixar de falar do Santos, foi um grande time, os jogadores deles mereciam. Foram espetaculares, mas fruto da equipe que é organizada também. Sei que vão querer absorver tudo o que o treinador disse. É dizer que a palavra é obrigado", finalizou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!